Menu Papel POP

Scooter Braun proíbe Taylor Swift de cantar as próprias músicas no AMAs!

Gente! Vocês se lembram daquela treta recente entre Taylor Swift e Scooter Braun? O empresário de estrelas como Ariana Grande e Justin Bieber comprou a Big Record Machine, antiga gravadora de Swift e com isso, e adquiriu todo o catálogo musical da cantora até o álbum “Reputation”.

Taylor mudou de gravadora e lançou o projeto “Lover”, que está sendo um sucesso de crítica e vendas. Contudo, ela não possui mais domínio sobre suas obras passadas, mesmo tendo escrito todos os materiais lançados. Ela tem o direito de regravar toda sua discografia, mas somente no ano que vem.

Neste ano, durante o American Music Awards, que acontecerá no dia 24 de novembro, Swift receberá o prêmio de Artista da Década. Para a ocasião especial, a artista estava preparando um medley com canções de toda sua carreira. Contudo, ela não poderá fazer isso!

Na noite desta quinta-feira (14), Taylor contou em seu Twitter que Scooter Braun proibiu o uso das canções durante a apresentação. Além disso, ela contou também que um documentário sobre sua vida está sendo gravado há alguns anos pela Netflix e suas canções também não poderão fazer parte da trilha!

Ela pediu ajuda a seus fãs, dizendo que tentou resolver a “portas fechadas”, mas não rolou. Sua equipe também tentou solucionar o caso ou entrar em um acordo. Porém, Braun propôs que ela pudesse usar as faixas na apresentação caso concordasse em não regravar seus antigos álbuns.

Mas é claro que ela não aceitou. Swift conhece diversos artistas que estão sob os “cuidados” de Scooter, como Demi Lovato que o contratou recentemente. Ela disse que espera que mensagens possam tentar mudar a cabeça do empresário e a situação seja revertida.

Esperamos que ela consiga reverter essa situação! Enquanto isso, vamos de “Lover”:

Comentários

Topo