Menu Papel POP

Novos trechos da autobiografia de Robyn Crawford relatam romance com Whitney Houston

Em abril deste ano nós comentamos aqui no Papelpop sobre o lançamento de um livro de memórias da atriz e diretora norte-americana Robyn Crawford. Uma das amigas mais próximas de Whitney Houston, ela decidiu escrever sobre essa relação em “A Song For You: My Life With Whitney Houston”, publicação que chega às lojas neste mês.

Amigas desde a adolescência, Whitney e Crawford (que sempre preferiu o anonimato quando o assunto era sua vida pessoal) foram também alvo de muita especulações. Após a morte da cantora, em 2011, foram lançados dois documentários que afirmavam que ela era bissexual e que, por conseguinte, manteve um relacionamento com a melhor amiga.

Novos trechos do livro foram divulgados nesta quarta-feira (6) pela Entertainment Weekly e relatam não apenas questões ligadas a sua sexualidade, como também os laços que firmou com Crawford ao longo dos anos.

“Cheguei ao ponto em que senti a necessidade de defender nossa amizade e senti uma urgência em me levantar e compartilhar a mulher que existia por trás daquele talento incrível (…) Vou cuidar. Queríamos ficar juntas e isso significava apenas nós”.

A autora também relata que Whitney chegou a dizer para ela que era melhor que sua relação não fosse mais “física”, já que isso poderia ser visto como uma ameaça ao sucesso de ambas.

“Ela [Whitney] me disse que não deveríamos mais nos envolver fisicamente. Que se as pessoas descobrissem sobre nós usariam isso em nosso desfavor. Nos anos 1980 era assim que se sentia. Mantive isso seguro, encontrei conforto no meu silêncio”.

Crawford também falou sobre a pressão feita pela família de Whitney, especialmente por sua mãe, a cantora gospel Cissy Houston.

“Whitney me disse que sua mãe disse que não era natural que duas mulheres fossem tão próximas. E nós éramos. (…) Ela sabia que eu a amava e eu sabia que ela me amava. Fomos feitas realmente uma para a outra. Juramos ficar do lado uma da outra”.

Triste, né? O livro, que chega às bancas no fim deste mês nos Estados Unidos, por enquanto ainda não tem previsão de publicação no Brasil.

Comentários

Topo