Menu Papel POP

“A Vida Invisível” é indicado ao Independent Spirit Awards, o Oscar do cinema independente

O drama das irmãs Eurídice e Guida tem ido cada vez mais longe. Em plena campanha para o Oscar 2020, o filme brasileiro “A Vida Invisível” foi indicado ao Independent Spirit Awards, honraria que reconhece os melhores do cinema independente e serve como um termômetro para o prêmio da Academia.

Na categoria Melhor Filme Internacional, a produção concorre com realizações de países como Reino Unido, França, Perú e Coréia do Sul. Se liga na postagem com o anúncio feita ontem à noite pelo Twitter:

“Os indicados a Melhor Filme Internacional ao Spirit Awards 2020 são

‘A Vida Invisível’, Brasil
‘Les Miserables’, França
‘Parasite’, Coréia do Sul
‘Portrait of a Lady on Fire’, França
‘Retablo’, Peru
‘The’ Souvenir’, Reuno Unido”

A cerimônia de entrega acontece no dia 08 de fevereiro de 2020. Distribuído no Brasil pela Vitrine Filmes, “A Vida Invisível” já está nos cinemas desde o início desta semana e tem no elenco ninguém menos que Fernanda Montenegro. O ponto central da história está em antigas cartas enviadas por Guida, uma mulher desaparecida.

Quem as encontra é sua irmã Eurídice, uma senhora de 80 anos que desde a década de 1950 não tem notícias suas, vivendo a dor de uma separação brutal provocada pelo conservadorismo. Aos 18 anos, a sonhadora Guida foge para viver um amor, mas retorna sozinha e grávida. Expulsa de casa e impedida de compartilhar seus sonhos com a irmã, ela se vê impossibilitada de seguir em frente e de reforçar seus laços fraternos.

Dirigido pelo cearense Karim Aïnouz, o longa pode ser o representante brasileiro no Oscar 2020. Ajuda aí, Academia! Assista ao trailer:

Comentários

Topo