Menu Papel POP

Kesha revela conselho de Beyoncé: “Assim que souber quem são as cobras, as envenene”

MAIS SOBRE:

Muitas amizades rolam nos bastidores da indústria musical, mas às vezes não dá para saber em quem confiar.

Em entrevista ao The Face, Kesha comenta sobre o assunto e revela que ninguém menos que Beyoncé a aconselhou sobre “as cobras” do meio musical.

Ambas se conheceram durando um festival no Reino Unido e contou que sempre foi fã, “desde o primeiro dia”.

“Eu estava atrás do palco e ela foi um anjo. Ela me disse: ‘assim que você souber quem são as cobras, as envenene’. Eu venho tentando seguir essa recomendação.”

Kesha continua dizendo que atualmente ela está cercada de pessoas boas.

“Às vezes, demorava um pouco mais para eu perceber quem estava ao meu redor pelas razões certas ou não ” Mas acho que posso dizer com segurança que, a partir de agora, estou cercado por pessoas realmente boas. Pode levar alguns anos, mas o conselho dela foi bem recebido. E esse seria o meu conselho para qualquer pessoa no ramo da música. ”

A artista atualmente está voltando às raízes de sua música pop, debochada e alegre, e ela conta que “apenas gosto de estar viva e amar quem estiver na minha companhia, tanto quanto eu puder”.

Infelizmente, não foi sempre assim como ela se sentiu. Ela reflete que os primeiros anos de sua carreira foram bem mais difíceis.

“Eu diria que nos primeiros, provavelmente, seis anos [da minha carreira], senti como se estivesse nadando em um rio que estava indo muito rápido e só estava tentando manter minha cabeça acima da água. Isso não quer dizer que não tive momentos muito, muito divertidos, mas foi apenas … não tive um dia de folga em, tipo, dois anos. Então está diferente agora? Espero que, à medida que a sociedade cresça, percebamos que há áreas que podem ser melhoradas. Mas eu realmente não sei. “

Kesha enfrenta uma batalha judicial com Dr. Luke desde 2014. Ela queria ser liberada do contrato que assinou com o produtor aos 18 anos, alegando que ele a abusou emocionalmente, a drogou e a estuprou. Os processos judiciais que se seguiram – Luke negou todas as alegações e a processou por difamação – prejudicaram financeiramente a cantora.

Apesar disto, ela recebeu apoio público de artistas como Lady Gaga, Taylor Swift e Adele. Anos depois, a artista continua parcialmente paralisada. Seu contrato com a Kemosabe Records (que o Dr. Luke fundou, mas não está mais no comando) permanece vinculativo e, no início deste mês, seu apelo ao caso de difamação do hitmaker foi rejeitado pela segunda vez. Mesmo assim, apesar do desgaste emocional, ela entrou em um dos períodos mais criativos de sua vida.

“Percebi que só tenho que deixar os advogados lidarem com as coisas dos advogados. Sou artista, concentro-me na arte. E foi isso que me trouxe felicidade. Eu tive uma conversa com meu irmão – ele meio que me empurrou na direção da felicidade e recuperou meu mojo um pouco. Eu estava apenas escrevendo … canções bonitas, e ainda tenho muito orgulho delas e espero que elas vejam a luz do dia em algum momento. Mas elas eram mais lentas, muito tristes. [Meu irmão] ficava tipo: ‘Você ama músicas pop. Vá escrever uma música pop e veja como se sente’. ‘[No começo] eu estava tão brava e tipo,’ foda-se, tudo bem ‘.”

“Mas estou aqui para lhe dizer que, com a ajuda de terapeutas, meditação e animais, e apenas imergindo sua vida nas coisas que você ama e nas pessoas que amam você, você pode chegar a um lugar onde você é tão feliz como você sempre esteve – se não mais feliz”, conclui.

“High Road”, seu novo disco, chega no dia 10 de janeiro! Já viu o hino que é seu lead-single, “Raising Hell”?!

Comentários

Topo