Menu Papel POP

Juiz se nega a impedir lançamento de “A Lavanderia”, filme da Netflix com Meryl Streep

Você se lembra que na quarta-feira (16) contamos que advogados estavam tentando impedir o lançamento do filme “A Lavanderia” da Netflix? Isso porque eles alegam que o longa é difamatório e seu lançamento interferiria em um julgamento criminal, caso os promotores federais os acusassem de lavagem de dinheiro.

Pois bem! De acordo com informações da revista Variety nesta sexta-feira (18), em uma decisão na noite de quinta-feira (17), a juíza Janet Bond Arterton se recusou a emitir a liminar para o impedimento do lançamento e transferiu o caso para a Califórnia. Ela concluiu que o tribunal de Connecticut não tem jurisdição sobre o assunto.

A Netflix emitiu uma comunicado a imprensa americana, onde chamava o processo de frívolo e acusava os advogados de tentativa de censura:

“Esse processo foi um golpe legal frívolo, projetado para censurar a expressão criativa. O filme de Steven Soderbergh conta uma história importante sobre a exploração de pessoas inocentes e o mau uso do sistema financeiro mundial. Felizmente, agora você pode assistir ‘A Lavanderia’ – o filme que Mossack e Fonesca tentaram censurar – na Netflix”

Bom, o filme já está disponível na Netflix! Na trama, Meryl Streep interpreta uma viúva que investiga sozinha a fraude no mercado de seguros até chegar à dupla de advogados citados. O que ela descobre na sequência é que ambos tiram proveito do sistema financeiro mundial, organizando sorrateiramente uma série de golpes.

Olha só o trailer:

Comentários

Topo