Menu Papel POP

Seal e Xênia França dividem o palco em show intenso no Rock In Rio

MAIS SOBRE:

A voz de Seal começa a soar em qualquer lugar do mundo e não dá outra: além de reconhecê-la imediatamente, a gente se vê envolto em uma paixão instantânea provocada por seus hits radiofônicos pegajosos, intensos. Na noite desta sexta-feira (27) o cantor foi uma das atrações do Palco Sunset, uma das principais plataformas do Rock In Rio.

Como não poderia ser diferente, a apresentação do muso trouxe ao público brasileiro uma cartilha de hits impecável. Logo pra abertura ele escolheu “All I Know Is Now”, momento que revelou uma conexão única com o público, responsável por fazer com que o cantor, pela primeira vez, se jogasse na galera.

A cena, como logo se veria, rolou várias outras vezes ao longo do show. Percorrendo a grade de canto a canto, ele cantou ali coladinho com as fãs, presenteando-as inclusive com uma canção inédita. Logo após a poderosa “Till We Die”, o britânico interagiu com a galera dizendo que sentia prazer em estar ali e que estava pronto pra cantar seu som novo. Nascia ali “Person In The Mirror”.

“Prazer em conhecê-lo, Brasil! Ou eu devo dizer prazer em vê-los de novo? Faz 3 ou 4 anos que estive aqui e nada me dá mais prazer em estar de volta! Não vamos perder tempo falando, vamos cantar”.

Após hipnotizar a plateia com uma sequência furiosa que envolveu “Fast Changes”, “Prayer” e “Whirl Pool” (esta última tocada belamente na guitarra), surge no palco um anjo, vestido todo de branco. Era ela, Xênia França, entrando como convidada especial.

Juntos, eles tocaram duas canções: “Higher Ground”, do mestre Stevie Wonder, e “Future Love”. Que encontro perfeito, não há nada a dizer.

Pra fechar, “Kiss ” e “Crazy” – momentos que arremataram o público e reforçaram as razões pelas quais Seal é um dos nomes mais premiados e queridos da black music britânica.

Comentários

Topo