Menu Papel POP

Jessie J faz show cheio de mensagens inspiradoras e pinta de rockstar no Rock In Rio 2019

MAIS SOBRE:

Depois de ter recebido dois grandes encontros neste domingo (29), a começar por Elza Soares (que trouxe As Bahias e a Cozinha Mineira, Jessica Ellen, Edgar e Kell Smith), passando por Iza (que por sua vez convocou Alcione), o Palco Sunset do Rock In Rio carecia uma presença internacional.

A escolhida foi Jessie J, que encerrou as atividades do dia no espaço e, com longas madeixas, um visual tropical e sua voz imponente de sempre, o transformou em um verdadeiro ponto magnético. Digo isso porque a plateia parecia hipnotizada. Cantava cada uma das faixas ininterruptamente, sem errar uma só palavra. Seu show nada teve de morno, ao contrário da apresentação em São Paulo, considerada “sem grande entusiasmo”.

Em pouco mais de 1h20, a cantora britânica emocionou o público com falas inspiradoras, repletas de mensagens motivacionais. Falou sobre a importância de ser você mesmo, do amigo que se foi, de se viver momentos únicos. Disse para os fãs que estava liberado tirar fotos, quantas quisesse – desde que a tela do celular não estivesse à frente de suas faces, impedindo-os de vê-la.

Na plateia, o namorado, o ator Channing Tatum, fotografava tudo. Ela abriu a apresenção com uma sequência forte de hits. “Masterpiece” foi seguida por “Do It Like a Dude”. Jessie quis saber quem a via pela primeira vez e quem já era veterano. Disse reconhecer o carinho e agradeceu. Gratidão, aliás, foi o que não faltou por parte da artista que esbanjou simpatia e, por que não, energia.

 

Em alguns momentos, o show de Jessie mais parecia uma apresentação comandada por um rockstar. Ela se jogou no chão, sentiu o estardalhaço feito pelas guitarras de sua banda e mostrou uma entrega que parecia faltar em outras apresentações internacionais desta edição, com astros contidos e aparentemente pouco seguros de si.

No fim, ao apresentar grandes hits “Domino” e “Price Tag”, esta última responsável por encerrar a apresentação, deixou o público brasileiro com aquele gostinho de quero mais – e uma saudade que já começa a contar.

Comentários

Topo