Menu Papel POP

Taylor Swift fala sobre haters, sexismo, Scooter Braun e novo álbum em entrevista

Neste domingo (25), Taylor Swift concedeu uma entrevista ao “CBS Sunday Morning” – programa de TV americano. Em uma conversa de quase 12 minutos, ela discutiu diversos assuntos com a apresentadora do programa, que foi até sua casa e visitou o set de gravação do clipe de “Lover”.

Swift comentou sobre as diferenças da mídia e sociedade sobre mulheres e homens da indústria. Ela observa como quando um cantor faz algo, é dito como “estratégico”. E quando uma cantora faz ato similar, é definido como “calculista”. Ou então, um astro da música reagindo a comentários sobre si é somente uma “reação”, e uma mulher fazendo isso é visto como “exagero”.

Scooter Braun…a cantora faz uma careta e depois ri com a mão no rosto, incomodada com o assunto. Braun havia dito que ela sabia da compra dos direitos de sua discografia, bem como seu pai. Porém, Taylor afirma ter descoberto sobre a venda online. Ela sabia que o dono da gravadora, Borchetta, venderia a companhia, mas não imaginava que pudesse ser pra um de seus maiores desafetos:

“Eu sabia que ele venderia minhas músicas, sabia que faria isso, mas não podia acreditar para quevendeu. Tivemos infinitas conversas sobre Scooter Braun e ele [Scott Borchetta] teve 300 milhões de motivos para esquecer todas elas”

Mesmo com as sua discografia lançada vendida para Braun, Taylor tem o direito de regravar suas músicas e relançá-las na nova gravadora. Ela já havia comentado que pretendia refazê-las e neste entrevista ela mais uma vez: “Oh, yeah!”, ela disse dando um sorrisinho.

Os problemas com stalkers foi outro assunto abordado. “Caras que aparecem na minha casa afirmando que temos um casamento [imaginário]”, comentou Swift. Alguns dos perseguidores já apareceram em sua residência armados!

A gente sabe que suas respostas para os haters sempre vem em suas canções. E quanto aos problemas com algumas pessoas da mídia que ela teve, foi categórica:

“Você não tem que perdoar e esquecer pra seguir em frente. Não, você não precisa fazer isso para seguir em frente”

Contudo, reforça que é importante saber fazer essas coisas e reconhecer quando está errada. Disse que quando percebe que não fez a coisa certa, é a primeira a ir pedir desculpas e não tem problemas com isso.

A faixa “Sooner You’ll Get Better” é sobre sua mãe e o câncer que teve. Um assunto bem difícil para a cantora e sua família. Ela disse que não quer cantar essa canção e até mesmo parou de falar para não começar a chorar durante a entrevista.

A apresentadora perguntou como ela se vê em 30 anos. Swift disse que não sabia e nem queria saber:

“Eu não sei. É muito longe. Eu consigo me ver daqui seis meses. Mas, não sei nem dizer o que vou fazer depois deste álbum e acho que isto é ótimo”

Confira a entrevista completa:

Comentários

Topo