Menu Papel POP

Natti Natasha fala ao Papelpop sobre redes sociais, fãs brasileiros e novos projetos

Todo mundo dançou quando a rainha Thalia liberou no passado ano de 2018 o single “No Me Acuerdo”, uma canção super chiclete em que narra uma noitada ao lado de uma amiga. Esta segunda personagem é a porto-riquenha Natti Natasha, considerada uma das rainhas do reggaeton. Lá na gringa ela já era bastante famosa desde o início dos anos 2010, mas foi a partir deste single que seu som chegou ao Brasil e não saiu mais das paradas de sucesso.

Flertando com os nossos, rolou até um featuring com a Anitta no álbum “IlumiNATTI”, seu segundo projeto de estúdio, e pra ser justo, ela vem trilhando um histórico pra qualquer um sentir orgulho. Natasha coleciona colaborações com os Jonas Brothers, Sebastián Yatra, Reykon e, mais recentemente, nomes como Daddy Yanke e David Guetta, que a acompanham no single “Instagram”.

Os números não mentem e, para além das visualizações, ela também é um arraso nas redes sociais – onde gosta de conversar com os fãs e mostrar (quase) todos os seus passos. Pra entender um pouco mais sobre o contexto atual de sua carreira, sua relação com os seguidores e suas crenças, nós conversamos com ela por telefone na última sexta-feira (23). Bem humorada, a cantora ainda falou do engajamento dos fãs brasileiros e dos tais iluminattis que dão título ao seu disco.

Vem ler!

Papelpop: Impossível não começar perguntando sobre o vídeo de “Instagram”, sua parceria com David Guetta, Daddy Yankee, Dimitri Vegas & Like Mike. Como foi a experiência de gravar em alto mar, com toda aquela ostentação, com esses parceiros geniais?

Natti Natasha: Ai, foi muito lindo, porque nunca tinha estado em um lugar como aquele. Foi minha segunda vez em Ibiza, mas a primeira vez tendo a oportunidade de ver a paisagem, mais das pessoas… quando decidiram que iríamos pra lá, fomos no melhor estilo, em um veleiro. Foi espetacular, há todo um encanto neste vídeo e , bem, devo dizer também que a canção é para mim uma grande colaboração, temos artistas que juntos formam um conjunto explosivo.

Na letra você diz “I don’t give a fuck about Instagram” (“Eu não dou a mínima para o Instagram” em tradução literal). Você tem uma boa relação com as redes sociais? 

Pois tenho. A maioria das coisas, sempre publico nos meus perfis. Compartilho meus projetos com os fãs, é um dos principais canais para que minha música chegue até as pessoas, vim a descobrir, e volta e meia também os respondo, leio suas perguntas, sempre busco estar atenta. Então é sim uma relação.

E os fãs brasileiros são muito presentes, eu suponho?

Muito! Muitíssimo (risos). Estão sempre me apoiando e isso foi algo que me surpreendeu. [O Brasil] É um lugar que sempre amei e sempre quis visitar, até para retribuir esse carinho e essa energia única.

Esta é uma dúvida que sempre tive… O título de seu novo álbum, “IlumiNATTI”, é uma brincadeira que você fez entre o seu próprio nome e os membros deste grupo, digamos, polêmico. Você acredita, afinal de contas, na existência dos iluminatti? (Risos)

(Risos) Olha, pra dizer a verdade, eu acredito que as pessoas que falam tanto disso, nem elas mesmas creem. Nunca tive nenhum acontecimento ou evento que pudesse comprovar, ou me dar provas, mas vai saber, né? (Risos).

Por falar em carreiras sendo alavancadas, vemos tantos artistas começando hoje no reggaeton, seguindo os caminhos do pop latino… você é conhecida como uma das maiores artistas do gênero, às vezes chamada de rainha (o que eu totalmente concordo)… que conselhos daria a quem está tentando iniciar a própria carreira?

Bem, inicialmente, saber que não é fácil e que se deve ter muita disciplina. O que fazemos é por amor, porque é óbvio, há muitas barreiras. É preciso ainda ter foco e saber que é preciso cuidar de sua música e de seus fãs como se cuida de si mesmo. Sobretudo? Ter fé!

Para fechar, quando veremos músicas novas?

Danado! (Risos) Há várias canções prontas, estive trabalhando muito em estúdio e buscando faixas que me identificasse ou que me sentisse bem em interpretar. Deus há de querer que saiam logo e que vocês possam escutar, gostando de cada uma. Vou ficar louca! Inclusive, há planos de ir ao Brasil, sempre esteve em meus desejos, assim que tiver a oportunidade, estarei aí!

 

“IlumiNATTI” está disponível em todas as plataformas digitais. Ouça!

Comentários

Topo