Menu Papel POP

Keila mescla beats, tecnobrega e lambada em seu novo disco, “Malaka”!

MAIS SOBRE:

O Pará é um dos estados mais ricos do Brasil quando o assunto é cultura popular. No campo da música isso não poderia ser diferente!

Nesta sexta-feira (9) quem resolveu provar isso de uma vez por todas foi a cantora Keila, ex-integrante da Gang do Eletro. Embalada pelo som dos beats e pela batida inconfundível dos ritmos do Norte do país, ela disponibilizou em todas as plataformas digitais seu primeiro álbum solo, “Malaka”.

O projeto, que chega com patrocínio do edital Natura Musical 2019, teve seu título escolhido a partir de um desejo da autora em quebrar os estereótipos que envolvem a periferia e aqueles que ali vivem.

“‘Malaka’ significa ter atitude, ser ouvido em uma sociedade que insiste em calar. O estima da periferia não é limitante, é motivante. Nossa cultura é rica e deve ser apresentada sem receio”.

Gravado entre 2018 e 2019, o disco traz 10 faixas inéditas – entre elas a deliciosa “Brega Doido” – que costuram em uma verdadeira viagem marginal estilos e localidades que tornam o Brasil um lugar precioso. Há influências do funk, do tecnobrega, do trap e boas doses de romantismo, necessário em tempos como este.

Como a noite de sexta já chegou, a nossa dica é uma só: se joga!

Comentários

Topo