Menu Papel POP

MIS fará ciclo de conversas sobre a obra de Björk com Zeca Camargo, Sarah Oliveira e mais

Falta pouco pra que a mostra “Björk Digital” deixe o Brasil. Em cartaz desde o último mês de junho no Museu da Imagem e do Som, em São Paulo, a exposição fica na capital até o dia 18 de agosto e é um deleite pra quem acompanha a fada islandesa. Reunindo 6 clipes do aclamado (e sofrido) disco “Vulnicura”, Björk convida seus fãs a mergulhar fundo em seu universo intrínseco e multidimensional – tudo isso a partir de uma experiência de realidade virtual.

A fim de entregar ao público uma experiência ainda mais completa, o espaço promove entre os dias 31 de julho e 3 de agosto o “Björk Talks”, uma série de encontros com profissionais renomados das áreas de música, tecnologia e moda que têm como objetivo discutir aspectos variados da obra da cantora. Além desses momentos, que devem render muito assunto, está programa ainda uma exibição do longa “Dançando no Escuro”, produção vencedora do festival de Cannes em 2000 e que traz Björk no papel da miserável Selma.

Com mediação de Victor Valery, que é produtor cultural, fotógrafo e especialista na obra, o evento tem início com um bate-papo sobre o espectro musical da artista. Para isso, nada melhor do que convidar duas pessoas que conhecem todos os passos dados pela musa: Zeca Camargo e Alice Caymmi.

Já no dia 1º de agosto, quem comanda a conversa que se debruçará, em sua segunda parte, sobre a ligação de Biju com a moda, é a editora e jornalista de moda, Lilian Pacce. Ao lado dela estarão o artista visual Raphael Jacques (Alma Negrot) e a jornalista e curadora Carollina Lauriano. A proposta é analisar as capas de álbuns e suas parcerias com grandes fotógrafos e estúdios ao redor do mundo – combinação que construiu gradativamente sua imagem de mito ao longo dos anos.

Ainda no dia 02, Victor Valery retorna ao palco pra discutir o legado tecnológico de seus trabalhos, convidando a comunicadora e empresária Lia Vissotto e o filósofo e pesquisador Ali Prando. Pra fechar lindamente, no dia 03 agosto, quem surge como convidada é a apresentadora Sarah Oliveira. Junto de Valery, ela deve discutir o filme de Lars Von Trier.

Toda a programação tem entrada gratuita e os ingressos podem ser retirados na recepção do MIS com uma hora de antecedência. A gente lembra que nas 3 primeiras datas (31 de julho, 1º e 02 de agosto) o evento começa às 19h, enquanto o encerramento, por sua vez, rola uma hora mais cedo, às 18h.

Há possibilidade de lotação, então chegue cedo, hein?

Comentários

Topo