Menu Papel POP

Testamentos de Aretha Franklin são encontrados na casa da cantora 9 meses após sua morte

MAIS SOBRE:

Aretha Franklin faleceu em agosto de 2018, e pensava-se que a cantora não havia deixado nenhum testamento para a passagem de seus bens. Entretanto, de acordo com a Associated Press, neste mês de maio, a sobrinha de Aretha encontrou três documentos que foram entregues para a justiça nesta semana.

Dois testamentos escritos à mão, datados de 2010, foram encontrados num armário que estava trancado, e um terceiro, de 2014, foi encontrado num caderno que estava embaixo de algumas almofadas de um sofá na casa da artista.

Este último solicitava que seu filho Kecalf Franklin ficasse responsável por representar o legado de Aretha, função que atualmente está sob responsabilidade da sobrinha Sabrina Owens, quem encontrou os documentos.

Uma audiência judicial está programada para acontecer no dia 12 de junho para determinar se os documentos possuem alguma validade. Se for provada a legitimidade, os documentos podem alterar a responsabilidade pelos direitos de suas músicas, propriedades e imagem.

De acordo com documentos da justiça citados pela Associated Press, Sabrina encontrou a chave para o armário na casa de Aretha no dia 3 de maio, quase 9 meses completos após o falecimento da artista. Os dois testamentos de 2010 estavam dentro, um dos dois sendo citado em mal estado, enquanto outro tem 11 páginas com uma assinatura da cantora.

No mesmo dia, a sobrinha encontrou o terceiro testamento no sofá. Com quatro páginas, o documento reserva vários recursos para os membros da família, incluindo quatro filhos e netos, mas a leitura do texto não está sendo fácil, já que ele contém várias linhas riscadas e revisões, parecendo um rascunho.

Apesar disso, os documentos podem ser aceitos pela lei do estado americano de Michigan. “Se estiver claro e convincente a evidência das intenções, é um documento perfeitamente válido. A justiça quer fazer tudo que estiver em seu poder para realizar os desejos da pessoa que faleceu”, disse Patrick Simasko, um especialista da área de heranças.

Aretha Franklin morreu em 16 de agosto de 2018 depois de uma longa batalha contra o câncer.

Comentários

Topo