Menu Papel POP

Com protesto pela paz, Madonna canta “Like a Prayer” e “Future” no encerramento do Eurovision

Como havia sido anunciado previamente na última semana, Madonna assinou o contrato e foi recebida em Tel Aviv, Israel, como a grande atração do encerramento do Eurovision, tradicional festival da canção européia.

O evento, que rolou na noite deste sábado (18) ficou entre os assuntos mais comentados nas redes sociais e com razão. Acompanhada de uma super produção que envolveu desde figurinos de Jean Paul Gautier a uma estrutura gigantesca, Madonna subiu ao palco ao som de “Like a Prayer” – um daqueles momentos que só reforçam seu status de maior ícone da cultura pop.

Comemorando os 30 anos de lançamento do disco homônimo, Madonna subiu ao palco acompanhada por um coral enquanto sinos de uma capela tocavam ao fundo. Em uma estrutura semelhante à utilizada no MET Gala 2018, a rainha apresentou uma versão metade acústica, metade eletrônica da faixa.

Após literalmente incendiar seus dançarinos, a cantora emendou um diálogo existencialista enquanto descia as escadas. Indo ao encontro de Quavo, M fez a primeira apresentação ao vivo de “Future”, faixa mais recente do disco “Madame X”.

Após retornar ao topo das escadas, os dois cantaram os últimos versos da canção revelando um protesto sobre os conflitos entre Israel e Palestina. À sua frente surgiram dois dançarinos abraçados com bandeiras dos dois países estampadas nas costas, algo bem “Forbidden Love” na Confessions Tour.

Com os dizeres “Wake Up” (acorde, em tradução literal), Madonna e Quavo se jogaram de costas, dando fim à apresentação. Vem assistir:

Comentários

Topo