Menu Papel POP

Após desabafo sobre críticas, Marina recebe apoio e conselhos de Troye Sivan

A vida de artista, embora muita gente possa discordar, é bem complicada no fim das contas. No mês de abril, a Marina lançou dois álbuns de estúdio que fazem parte do projeto “LOVE + FEAR”.

Neste fim de semana, a cantora resolveu usar as redes sociais para externar seu sentimento em relação às críticas recebidas ao lançamento. Segundo ela, sua cabeça anda girando e os pesadelos não se restringem somente ao mundo real, afetando diretamente seu próprio sono:

“Minha cabeça está uma bagunça ultimamente. Esqueci sobre as partes difíceis de se lançar um disco porque faz tanto tempo desde que fiz isso. Críticas, opiniões, pressões, a ressaca após um lançamento etc pensando ‘Eu fiz mesmo algo bom ou valioso?’. Criei “Love + Fear” de um lugar que não foi influenciado pelo ego ou pela validação. Veio de um espaço suave no meu espírito. Mas liberá-lo está pressionando esses botões antigos e eu estou tentando descobrir o por que. Talvez seja natural. Talvez os artistas precisem de egos? Eu não sei. Eu só me sinto muitas vezes em conflito, como se eu não estivesse seguindo meu caminho verdadeiro/espiritual porque eu me distraio com aspectos dessa indústria que contaminam meu pensamento e me distraem do que é importante. Eu não sinto falta de nada e é uma bênção ter tido uma chance extraordinária de contribuir através da música, então eu não sei o que me faz sentir como eu sou. Se eu pudesse te pedir qualquer coisa, seria parar de dizer que eu sou subestimada. Eu sei que vem de um bom lugar, mas isso reacende esta ideia que me falta, quando na verdade o oposto é verdadeiro. Eu acho que mesmo para aqueles mais duros, é quase impossível não ser afetado por tudo isso se você criou algo que é genuíno e valioso para você … Toda noite por um mês eu tenho pesadelos. Eu geralmente estou caindo do céu ou caindo de aviões”.

Eis que hoje à tarde quem resolveu enviar uma mensagem fofa de apoio à artista foi o sul-africano Troye Sivan. Pelo Twitter, Sivan disse a Marina que sentiu a mesma sensação às vésperas do lançamento de “Bloom”, seu disco mais recente, mas que com o tempo aprendeu a lidar melhor ao resgatar boas sensações.

Ele também encheu a colega de elogios, super válidos é bom dizer. Leia:

“Passei pela mesma coisa antes que “Bloom” saísse – seja paciente consigo mesma e orgulhosa do que você fez, porque é verdadeiro pra você e é brilhante. Existe um monte de influências periféricas e pressão vinda da indústria (e de nós mesmos) tanto quanto só queremos continuar verdadeiros”.

“Apenas pense de novo o quanto você ficou orgulhosa no dia em que escreveu sua canção favorita do disco e tente recapturar aquele sentimento. Tudo isso ainda está lá e agora é nosso para aproveitar”.

“LOVE + FEAR” está disponível em todas as plataformas digitais:

Comentários

Topo