Menu Papel POP

“A Dama e o Vagabundo”: Janelle Monáe vai mudar música do filme considerada racista

Ainda não existe uma data oficial de estreia para o live-action de “A Dama e o Vagabundo”, mas aos poucos a gente vai recebendo algumas informações sobre o longa tão esperado. A novidade mais recente foi dada pela Variety que afirmou que Janelle Monáe vai cantar duas músicas originais na produção e trabalhar em uma nova versão da polêmica “The Siamese Cat Song”.

A adaptação da música será feita pela artista e seu coletivo artístico Wondaland. A canção original é considerada por muitos uma ofensa para a cultura asiática. Gravada por Peggy Lee, ela apresenta a dupla de gatos siameses Si e Am, que atormentam a protagonista Dama quando chegam em sua casa.

Nate “Rocket Wonder” e Roman GianArthur, do coletivo, são os responsáveis por fazer um novo projeto para a dupla de personagens, que, segundo fontes que trabalham no longa, não serão mais gatos siameses no filme. A Walt Disney Studios confirmou a participação de Monáe na música, assim como um representante da cantora.

“Nós estamos lidando com o Wondaland, o time de incríveis escritores e produtores com o qual ela [Janelle Monáe] trabalha. Então nosso diretor se envolveu com ela em termos do que a narrativa da música precisa ser”, disse Kaylin Frank, vice-presidente do setor responsável por músicas e trilhas sonoras da Disney.

Kaylin afirmou, também, que apesar do filme se passar em 1910 e ter uma trilha sonora num ritmo mais ligado ao blues, o estilo pessoal de Janelle vai ser representado nas músicas.

Além de embalar o filme com suas músicas, já falamos aqui que Janelle Monáe vai dar voz para a personagem Peg, uma das amigas da Dama, na versão em inglês. O time de dubladores, conta ainda com Tessa Thompson, que vai interpretar a protagonista, e Justin Theroux, o Vagabundo no filme.

Comentários

Topo