Menu Papel POP

Em livro de memórias, Robyn Crawford resgata relacionamento com Whitney Houston

A morte de Whitney Houston ainda pode ser tratada como um evento recente. A cantora, que faleceu em 2012 aos 48 anos, teve sua vida marcada na mesma proporção por êxitos e por encontros memoráveis, tanto nos palcos quanto fora dele.

Uma dessas relações foi a que manteve com a atriz e diretora norte-americana Robyn Crawford. As duas, pra quem pegou o bonde andando, ocuparam por muito tempo o posto de melhores amigas nos corações uma da outra.

Toda essa história, que até então não havia sido abordada de forma clara, deve aparecer no livro “A Song For You: My Life with Whitney Houston”, anunciado oficialmente nesta terça-feira (23).

De acordo com o jornal britânico The Guardian, que obteve acesso à obra, fica claro ao longo de toda a narrativa a intensidade do envolvimento de Crawford com a cantora. O release enviado à imprensa, aliás, descreve o conteúdo como “uma história vital, honesta e até então inédita, que fornece uma compreensão da complexa vida de Whitney Houston”.

A expectativa é de que sejam resgatados episódios importantes e, por que não, esclarecedores da vida desta que foi uma das maiores artistas dos últimos anos. Amigas desde a adolescência, Whitney e Crawford (que sempre preferiu o anonimato quando o assunto era sua vida pessoal) foram também alvo de muita especulações.

Após a morte da cantora, foram lançados dois documentários que afirmavam que ela era bissexual e que, por conseguinte, manteve um relacionamento com a melhor amiga.

Em “Whitney: Can I Be Me”, obra de Nick Broomfield, existe inclusive um relato feito por um guarda-costas da estrela que diz que Bobby Brown, seu então marido, e Crawford, chegaram a ter alguns atritos físicos em virtude das suspeitas – o que ocasionou um distanciamento definitivo entre as partes.

O livro, que já está disponível na Amazon, por enquanto ainda não tem previsão de publicação no Brasil. Na gringa, o lançamento acontece em novembro.

Comentários

Topo