Menu Papel POP

Disney cortará cena racista da animação de “Dumbo” em plataforma de streaming

MAIS SOBRE:

O remake de “Dumbo” chegou aos cinemas neste ano, mas ó: o clássico desenho animado, lançado na década de 1940 e que originou a produção em live-action, segue invicto com o passar dos anos. Tanto que a Disney, que se prepara para o lançamento de uma plataforma de streaming totalmente voltada para suas próprias produções, o Disney+, não o deixará de fora.

Com presença confirmada no catálogo, “Dumbo”, entretanto, deverá passar por algumas alterações, entre elas a exclusão de uma de suas cenas.

A informação, de acordo com o The Hollywood Reporter, dá conta de que os produtores responsáveis pela montagem do itinerário de obras do streaming resolveram retirar do filme as tomadas em que o elefantinho se encontra com um grupo de corvos.

Na ocasião, um dos personagem é apelidado de Jim Crown – mesmo nome dado a um personagem popular no século XIX nos Estados Unidos responsável por ridicularizar, agredir e impulsionar, a partir da institucionalização de um período de segregação racional, pessoas de pele negra.

Considerado o filme mais curto do catálogo da Disney, os responsáveis pela edição, de acordo com o site, não tiveram nenhuma dúvida na hora de extrair as cenas, o que acarretaria uma nova diminuição em sua duração. Felizmente né, gente?

Outro assunto também abordado na matéria foi a decisão de não incluir, desta vez por completo, outro filme produzido nos mesmos moldes. “Canção do Sul”, um dos mais controversos lançamentos dos estúdios, apresenta em seu núcleo escravos libertos após o período da guerra civil norte-americana – todos eles tratados de maneira igualmente submissa.

Comentários

Topo