Menu Papel POP

Diretora de elenco da Marvel afirma que as produções terão mais diversidade e representatividade

MAIS SOBRE:

Em entrevista para a Vulture, a diretora de elenco Sarah Halley Finn, que escalou todos os atores dos filmes da Marvel desde 2008 com “Homem de Ferro”, afirmou que as produções da companhia vão incluir muitos rostos novos e diversos. “Rostos de diferentes origens, todas as idades, todas etnias, LGBTQ”, disse.

Assim como outras produções de Hollywood, a Marvel tem trabalhado com a Casting Society of America, uma sociedade que organiza chamadas abertas para testes de elencos. Essa ação permite que atores que não são agenciados, ou que não possuem um empresário, participem dos processos. Muitas vezes eles são pessoas transgêneros, ou com deficiências, ou de outros grupos marginalizados da sociedade, como os latinos, africanos e pessoas do Oriente Médio.

“É uma prioridade ter autenticidade, para aumentar a representatividade, para dar uma representação melhor para atores que, tradicionalmente, não são vistos em filmes convencionais”, disse Finn.

A vice-presidente de produção da Marvel, Victoria Alonso, afirmou que trazer super-heróis diferentes dos conhecidos homens brancos, como Homem de Ferro, Capitão América, Thor e Homem-Aranha, não é só um reflexo de uma sociedade mais inclusiva, mas também um modelo de negócios.

“A lição com ‘Capitã Marvel’ e ‘Pantera Negra’, que juntos renderam US$ 2.4 bilhões, é que se você não fizer isso, você está deixando dinheiro na mesa. Isso é o show business. […] Não deixe dinheiro na mesa. Apenas se comprometa com isso”, disse Alonso.

Victoria confirma a fala de Sarah Finn, dizendo que uma lista cada vez mais diversificada de heróis, vilões e personagens coadjuvantes é uma das principais prioridades da Marvel. “Nós estamos determinados a fazer o que fazemos. E se fizermos, talvez alguém faça isso… Eu encorajo todos os estúdios, todas companhias de produção independentes, todos os cineastas a fazerem um esforço.”

É isso aí! Caminhamos para um mundo com produções cada vez mais diversas e ficamos felizes em saber que grandes companhias se comprometem em serem mais inclusivas!

Comentários

Topo