Menu Papel POP

Angelina Jolie publica texto pedindo apoio para mulheres do Afeganistão

MAIS SOBRE:

Angelina Jolie, além de uma das maiores atrizes de Hollywood, é também altamente reconhecida pelo seu envolvimento em questões sociais e assuntos de direitos humanos. Sua iniciativa mais recente foi pedir apoio às mulheres do Afeganistão em um artigo publicado ontem (10) na revista americana Time.

No texto, ela escreve que “desde que o Talibã perdeu seu poder em 1996, uma guerra foi travada contra as mulheres afegãs. A educação para as garotas foi banida. Mulheres ficaram confinadas em casa sem o direito de trabalhar. Elas eram açoitadas, apanhavam, eram mutiladas e apedrejadas até a morte por suposta imoralidade. Isto não é história antiga. Essas são memórias vivas para milhões de afegãs.”

Jolie aponta que as mulheres formam um terço do parlamento e serviços sociais no Afeganistão. Elas trabalham como juízas, advogadas e professoras, mas ainda enfrentam discriminações e violência. A atriz reforça que essas mulheres precisam ser mais incluídas em cargos de liderança governamental, não só em delegações relativas às questões das mulheres.

Angelina pediu aos Estados Unidos e outros países que lutam no Oriente Médio que dêem apoio às mulheres do Afeganistão e que vetem qualquer tratado de paz que não proteja seus direitos. Vale lembrar que as mulheres só adquiriram o direito ao voto em 1919. “Mulheres afegãs não devem ser deixadas sozinhas para defender seus direitos diante de uma organização que tradicionalmente as trata como seres inferiores”, acrescentou.

“A guerra no Afeganistão tem sido a questão de política externa definidora da nossa geração. Depois de todos os sacrifícios feitos, nós devemos acabar com o conflitos nos termos certos. Nós precisamos de uma paz construída em cima de direitos humanos para que seja duradoura”, finaliza.

Desde 2012, Angelina Jolie tem servido como enviada especial do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, participando em diversas missões para se encontrar com refugiados. Ela também doou um milhão de dólares para a instituição, a maior doação já feita por uma pessoa física.

Angelina mostra estar sempre consciente do período em que vive e das dificuldades que o mundo enfrenta. Rainha! O mundo agradece por suas ações.

Comentários

Topo