Menu Papel POP

Thiago Pethit canta sobre amor, rebeldia e hedonismo em seu novo álbum; vem ouvir “Mal dos Trópicos”

Esta talvez seja uma história de amor e maldição. É o que diz um das letras de “Mal dos Trópicos: Queda e Ascensão de Orfeu na Consolação”, álbum que marca o retorno do deuso Thiago Pethit à música.

Passaram-se quase cinco anos desde que o cantor lançou o disco “Rock N’ Roll Sugar Darling”. Se àquela altura ele passava por uma fase de amadurecimento, o objetivo foi alcançado. À meia-noite desta sexta-feira (15) seu novo trabalho chegou às plataformas e veio cheio de referências da poesia e da mitologia (que vão bem além do título).

Falando de amor, Thiago resgata o mito de Orfeu em uma São Paulo mítica. É a partir disso que o poeta retorna à cidade personificado em um sujeito urbano, rebelde e que vaga em busca de esperança. Como cenário para as composições, estão lugares famosos da capital como as ruas e a Praça da República, o Edifício Copan – tudo isso cercado por um país em luto, mas que ainda é capaz de celebrar o Carnaval.

No total são nove faixas que chegam com arranjos sofisticadíssimos, marcados pela presença constante de instrumentos como o piano, a flauta e o clarinete, (tocado por Maria Beraldo <3). Alguém falou em influências? Muito hip hop e poesia marginal brasileira.

Pra mastigar seu coração pelos bares da Consolação, do Centro, de onde quer que você esteja. Vem ouvir!

 

Comentários

Topo