Menu Papel POP

Matt Bomer diz que é preciso maior representatividade LGBTI+ no mundo dos super-heróis

As minorias vem conquistando espaço nas produções cinematográficas e, nos filmes de super-herói, não poderia ser diferente. Em entrevista ao Collider neste domingo (3), Matt Bomer, que intepreta o Homem-Negativo na série “Patrulha do Destino“, falou um pouco sobre a representatividade LGBTI+ em produções do gênero.

É que recentemente, foi revelado que seu personagem na produção é mesmo gay. Questionado pelo portal sobre a importância desse tipo de representação nas telas, Bomer, que é homossexual na vida real também, disse que este foi o principal motivo para que ele topasse interpretar o herói.

“Acho que é muito importante. É uma grande razão pela qual eu queria fazer parte da Patrulha do Destino. Eu nunca vi um super-herói gay, e o que eu mais amo no personagem é que, apesar de ser uma luta interna enorme para ele, não é a única coisa que o define”.

Ele também falou sobre como os personagens LGBTI+ costumam ser estereotipados em produções visuais e ressaltou as complexidades do Homem- Negativo, algo que em sua opinião o tornam ainda mais especial.

“É um personagem cheio de camadas. Se fosse algo estereotipado, acho que sofreria muitas críticas, mas o fato de ser um personagem cheio de nuances, com muitas direções para crescer, muitas sombras e muitas luzes – e ele nem sabe seu potencial – é o que me chamou atenção. Tanto quanto a sua sexualidade”.

A série, que tem ainda nomes como Brendan Fraser, April Bowlby e Diane Guerrero no elenco, ainda não está disponível no Brasil e teve sua estreia nos Estados Unidos no último dia 15 de fevereiro. Quem deve lançá-la no Brasil é a Netflix, detentora dos direitos internacionais.

Assista ao trailer:

Comentários

Topo