Menu Papel POP

Produção do Grammy comenta cortes nos discursos da noite

Muito bem, quem assistiu à noite de entrega do 61º Grammy Awards neste domingo (10) reparou que durante alguns discursos de agradecimento uma música de fundo subia lentamente ao ponto de deixar o vencedor da categoria impossibilitado de falar.

A tática, que é conhecida para cortar falas muito longas, foi usada durante os agradecimentos de nomes como H.E.R., Dua Lipa e Drake.

Em seus discursos, respectivamente, a cantora britânica, vencedora do gramofone na categoria Melhor Artista Revelação, subiu ao palco enaltecendo a quantidade de mulheres indicadas neste ano – um contraponto à edição de 2018, em que somente um prêmio foi dado a artistas femininas nas categorias solo.

Já Drake, por sua vez vencedor na categoria Melhor Música de Rap, trouxe um agradecimento que minimizava a importância de prêmios como medidores de talento.

Após terem sido visivelmente cortados pelo comercial, a internet não perdoou a ação e acusou o Grammy nas redes sociais de boicotar os artistas. Na manhã desta segunda-feira (11), a produção do evento enviou uma nota à Variety reconhecendo um erro na edição. Segundo eles, no caso de Drake, o único justificado, houve uma “pausa natural” e os produtores acharam que ele havia terminado.

“Naquele momento, os produtores presumiram que ele tinha terminado e então cortaram para os comerciais. No entanto, os produtores falaram com Drake após seu discurso, e ofereceram-lhe a oportunidade de voltar ao palco para terminar o que ele tivesse para falar, mas Drake disse que estava feliz com o que foi dito, e que não precisava adicionar mais nada”.

Ué? Vem ver alguns destes momentos:

Comentários

Topo