Menu Papel POP

JLo incendeia palco do Grammy em tributo aos 60 anos da Motown

Com certeza, um dos momentos mais legais do Grammy 2019 foi o tributo organizado em celebração aos sessenta anos da Motown, gravadora responsável por lançar nomes singelos da música internacional como Michael Jackson, Diana Ross, Marvin Gaye e Steve Wonder.

A responsável por trazer essa apresentação até o palco foi Jennifer Lopez. Houve quem reprovasse a escolha dela, mas a gente já sabia que essa seria uma daquelas homenagens de fôlego, minuciosamente bem feitas. Afinal, no VMA 2018 ela colocou todo mundo pra dançar e deixou a plateia de queixo caído com os números de dança e a quantidade de hits escolhidos.

Desta vez não poderia ser diferente e, reunindo clássicos como Dancing Machine, de James Brown, Please Mr. Postman, do The Marvelettes, ABC, do The Jackson’s Five, e My Girl, do The Temptations, o que se viu foi um espetáculo que misturou e muita coreografia, várias trocas de roupa e efeitos especiais (tudo que a gente sempre pediu em um show de pop). Quer saber o que mais? Ainda rolou uma ajudinha breve da Alicia Keys e de Smokey Robinson!

O melhor disso tudo é a sensação que fica, pois sem sombra de dúvida essa playlist mexeu com a nossa memória afetiva. Convenhamos: todas estas músicas marcaram a nossa vida, né? Assista um trechinho:

Quem aí ficou sem ar vendo a JLo dançar? Nossa casa aclama a ti, fada porto-riquenha!

Comentários

Topo