Menu Papel POP

Cantora nova: ouça a música e veja o clipe de estreia de Giulia Be!

MAIS SOBRE:

Nesta semana todo mundo foi pego de surpresa após o término de um dos capítulos de O Sétimo Guardião, novela  do horário nobre da Rede Globo. Todo mundo quis saber de quem era aquela voz e muita gente apostou em nomes como Tove Lo ou Halsey…

O mistério foi desvendado e olha… pra início de conversa, a intérprete de Too Bad é brasileira, leonina, carioca e tem 19 anos. O nome desse prodígio? Giulia Be! Agora como contratada da Warner Music Brasil, nesta sexta-feira, dia 1º, ela fez a primeira live da carreira, aqui na redação do Papelpop.

A gente se divertiu bastante, mas antes de mais nada Giulia contou sobre sua inspiração na hora de compor esse hino.

Eu tinha acabado um relacionamento e queria muito falar sobre esse término de uma maneira em que eu me sentisse empoderada. Eu tinha 17 anos na época, e como toda menina dessa idade você acaba ficando mal. Você pensa “o que vai acontecer agora?” e eu nao fiquei assim. Foi quase algo “Eu ja sofri tanto, já deu”. Quando escrevi Too Bad foi realmente falando “Que pena, você me perdeu”.”

Ela também contou que sua inclinação para a arte veio desde cedo. Aos seis anos ela começou a tocar piano. Aos oito, a escrever. A veia tramática, segundo Giulia, também surgiu nessa época hahahaha

“Era uma voz de criança, mas nao tinha desenvolvido. Cantava High School Musical, eu sempre escrevi muita música sobre término. Tinha nova anos e estava escrevendo sobre o namorado que eu nao tinha (risos). Too Bad começou na fossa, meio Adele, muito triste. Comecei a produzir no computador com um cliquezinho no computador e o piano. Levei para o estúdio e virou o que virou.”

Ainda há pouco ela lançou o clipe da faixa com uma super produção (que envolveu mais de CEM profissionais em cerca de doze horas de gravação). Mas antes que tudo acontecesse, a artista teve que guardar segredo sobre sua estreia em rede nacional.

“Saiu na novela e eu fiquei muda, em voto de silencio. Eu não podia abrir a boca. Uma pessoa que já me acompanhava há muito tempo gravou e me disse “Julia, é você? Eu tenho certeza que é”. Eu não podia contar, mas respondi “Talvez?”.

O resultado foi um sucesso estrondoso em mais de quinze países e um clipe maravilhoso que acabou de chegar, mesclando uma experiência pessoal de término à inspiração em uma lenda do sagrado feminino.

“É fácil fazer uma musica sobre termino, mas eu queria fazer algo que tivesse a ver com a minha identidade. A história conta sobre 13 mulheres que vieram pra salvar o mundo em um cenário apocalíptico e cada uma tinha uma cor e um poder. Peguei essa ideia com o diretor, Breno García, que interpretou direcionando para o clipe. Nesse caso, elas vieram pra salvar meu coração. É como uma metáfora.”

Nós acabamos de assistir e olha… já temos uma nova fav. Tá encantador, vem ver também!

A música, não custa lembrar, já está disponível também nas plataformas. Vem ouvir:

Comentários

Topo