Menu Papel POP

Adam Lambert revela por que não interpretou Freddie Mercury no cinema

O Oscar 2019 rolou no último domingo (24) e, diga-se de passagem, deixou os envolvidos na criação de “Bohemian Rhapsody” bem felizes. Na ocasião, o filme levou pra casa quatro estatuetas das cinco categorias em que concorria (entre elas a de Melhor Ator, que foi para Rami Malek).

O momento foi mesmo da banda e, a fim de chamar ainda mais a atenção do público para a vida e obra de Freddie Mercury, seus membros remanescentes subiram ao palco acompanhados por Adam Lambert com a missão de realizar ato de abertura. Na setlist? Só hits.

Pois nesta quinta-feira (28), o cantor foi questionado pelo programa Entertainment Tonight sobre os reais motivos que o impediram de interpretar o líder do grupo no longa.

Em resposta, Adam disse que não se acha parecido com Mercury e que tem um jeito muito próprio, o que eventualmente poderia fazer com que a produção perdesse seu foco.

“Não me pareço com Freddie, não soo como Freddie. Eu soo como eu mesmo”.

Ele também elogiou Rami Malek e disse que, em sua opinião, o ator desempenhou o papel maravilhosamente bem.

“Rami é maravilhoso, ele é um grande ator. Até onde seu, eles usaram partes das gravações de estúdio feitas por Freddie e Marc Martel, um grande cover de Freddie, para recriá-lo. Então não, não poderia ter sido eu”.

Em janeiro deste ano, o cantor revelou que fez uma ponte no filme na cena em que Freddie Mercury liga para Mary Austin, sua primeira namorada, no telefone da estrada. É lá que Lambert, um caminhoneiro, se aproxima e lança em sua direção aquele flerte fatal.

Sua parceria com a banda britânica, entretanto, foi firmada em 2009, quando Brian May e Roger Taylor participaram do American Idol, programa em que era um dos jurados. Agora, em 2019, deve ser anunciado um documentário que conta mais detalhes sobre essa união, que faz parte de um novo capítulo na história do grupo.

Comentários

Topo