Menu Papel POP

Sandra Bullock vem à CCXP18 falar de Bird Box e se mostra a maior mãezona: “Mães podem ser duronas”

Este domingo (9) foi um dia super hiper especial na CCXP18. A gente diz isso porque o painel da Netflix trouxe Sandra Bullock, que ao lado de Trevante Rhodes, forma o par principal de Bird Box, um dos mais recentes lançamentos da plataforma, feito em novembro.

O longa, que se passa em um mundo pós-apocalíptico, conta a história de Malorie e dos dois filhos. Nesse terror, eles precisam chegar a um abrigo, fugindo do Problema, criaturas que ao serem vistas tornam as pessoas extremamente violentas. De olhos completamente vendados, ela e as crianças seguem o curso de um rio em busca de segurança.

Logo no começo do painel, Trevante Rhodes fez questão de se sentir honrado por trabalhar com ela:

“Trabalhar com essa mulher maravilhosa foi uma das melhores experiências que eu tive. Eu me sentia mal estando no set com uma mulher tão linda assim todos os dias”

O legal é que Bird Box passa uma mensagem interessante sobre família. Sandra Bullock, que está grávida no filme, diz não sentir lá muita vontade de ter um bebê. Ao longo do filme, entretanto, é possível vê-la assumindo uma família de sobreviventes.

“Nesse filme eu quis… eu amo histórias de amor e não gosto muito de filmes de terror. Mas se a gente juntasse as duas coisas, mostraríamos uma família que não é convencional. E é isso o que vemos nesse filme.

Ela também brincou com o fato de que o estado interessante da personagem a permitiu ter várias regalias no estúdio hahahaha

“Qualquer cena em que eu usei a roupa de grávida e eu fui tratada da forma que eu quisesse, eu amei. Eu comi muito e fui tratada como se fosse realmente uma grávida”.

Sobre as cenas mais poderosas da produção, em que aparece protegendo as crianças, ela destaca esse caráter meio “leoa” que a maternidade traz.

“Mães são muito duronas”.

A maior surpresa deste filme, sem dúvida, reside nas duas crianças que acompanham Sandra. Elas precisam passar por cenas extremamente tensas e emotivas e elas entregam de uma forma muito verdadeira. Você vê o desespero no rosto deles ~e a coragem, porque sinceramente? em algumas partes, a gente estava mesmo era se cagando de medo!

“Essas duas crianças estão fazendo o que nasceram pra fazer. E elas tinham uma vontade enorme para contar uma história, mesmo fazendo papéis tão complexos. […] eles foram incríveis e os pais deles foram incríveis. Elas ficaram vendadas, me deixando carregá-las por aí por áreas muito difíceis”.

E sabe o que é mais tenso de tudo? A atriz e as crianças realmente estavam vendadas durante a maioria das cenas!

“Quando eu estava com as crianças, estive a maior parte do tempo vendada, mas de uma forma que eu pudesse ver o possível para dar segurança aos pais […], mas teve vezes que eu nem enxerguei a câmera e bati nela algumas vezes”.

Sobre o que mais aprendeu sobre o filme, Trevante Rhodes disse que sem dúvida foi o ampliação do seu conceito de família.

“Nesse filme eu tive uma perspectiva tão profunda do que uma família é”.

O filme também conta com John Malkovich, que tem um papel bem tenso e genial, que a gente não entende se ele é do bem ou mal, sabe? Sandra contou que em certa cena, ela teve que dar tudo de si num choro que a deixou abalada. Ele então surgiu, deu um abraço super sincero nela e não disse mais nada.

“Não só ele é um super ator, mas ele também é um humano incrível que tem a sensibilidade de saber o que uma pessoa está precisando”.

Bird Box, a gente lembra, chega à Netflix no dia 21 de dezembro. Não esquece!

Comentários

Topo