Menu Papel POP

Novo talento de Hollywood, só deu Timothée Chalamet em 2018

MAIS SOBRE:

Hollywood tem um novo reizinho e o nome dele é Timothée Chalamet. De tempo em tempo, o mundo do cinema celebra, reconhece e comemora a chegada de talentos criados pela indústria do entretenimento. O caso desse garoto mega talentoso é mais um exemplo disso.

O mais legal de todo esse auê em volta de Timothée é que ele, pelo menos desta vez, não é exagerado. Ele é mesmo um talento que precisa ser celebrado. A imprensa internacional chega a dizer que Chalamet é o ator mais representativo de sua geração. Já chegaram a dizer que ele traz charme retrô, meio James Dean, misturado com a autenticidade, honestidade e verdade que os jovens de sua idade trazem para o mundo.

É verdade. Mas vamos ao que interessa? Vamos falar da atuação? Não percam Beautiful Boy quando o filme estrear no Brasil. É a mais recente grande atuação dele em Hollywood. O trabalho até rendeu uma indicação ao Globo de Ouro de 2019.

A gente já conhecia o garoto desde Homeland. Lembra que ele fazia o filho de um político, todo playboyzinho? Aquele que a filha do Brody começa a se envolver e eles fazem uns rolês de limousine? Pois, bem… Foi ali que soubemos da existência dele.

Mas vamos ao impacto de Me Chame Pelo Seu Nome, drama baseado no livro de André Aciman que retrata o romance de verão de Oliver (Armie Hammer) e Elio (Thimothee). Com o filme, descobrimos esse cristal da atuação. Chalamet acabou sendo indicado ao Oscar pelo papel.

Foi divulgando Me Chame Pelo Seu Nome que Timothée e Armie Hammer contaram no programa da Ellen como foi o primeiro ensaio – quando o diretor do filme (Luca Guadagnino) disse para que ensaiassem de cara uma cena romântica entre seus personagens e essa ensaio ‘destruiu o gelo’ entre os dois:

Temos também, nessa mesma época, nas salas de cinema, um papel pequeno, mas bem significativo, no filme Lady Bird.

O mais assustador era ver o mesmo ator sendo duas pessoas completamente diferentes em dois filmes completamente diferentes e sendo, assustadoramente, duas pessoas distintas. Em Lady Bird, ele interpretava o adolescente todo profundo e enigmático e mega descolado Kyle Scheible, que acaba tendo um envolvimento com a personagem principal, interpretado por Saoirse Ronan.

Vamos voltar a falar de seu último e mais celebrado trabalho…

Beautiful Boy – baseado em livro homônimo – conta a história real de Nic Sheff (vivido por Timothée) e de David Sheff (Steve Carell), pai e filho que veem sua relação desmoronar quando o filho se torna viciado em metanfetamina.

O próprio Timothée disse que o que o levou a fazer o filme foi a busca por aumentar a consciência de pessoas jovens como ele sobre os riscos da droga (principalmente os opiáceos, como é o caso da metanfetamina), que é a principal causa de mortes nos EUA atualmente.

“O vício é a maior causa de morte nos Estados Unidos hoje em dia: mais de 50 mil pessoas por ano morrem em razão disso, é mais do que morte por acidentes de trânsito, mais do que mortes com armas de fogo – é mais do que essas duas causas combinadas
[…]
A coisa mais fascinante quando se pensa sobre o vício nos Estados Unidos hoje é que nos anos sessenta ou setenta, pelo que sei, o LSD e a maconha eram drogas voltadas à amplificação ou a uma nova forma de autoconhecimento, e hoje com os opiáceos – e acho que isso tem tudo a ver com o clima de desilusão que vivemos – há um amortecimento.
[…]
E eu sinto como se, com as pessoas da minha idade, possa haver como que uma glorificação ou uma martirização, tipo “sim, eu estou me destruindo, esse é meu direito”, e isso é muito triste. E eu sinto uma responsabilidade real, não de uma forma falsa ou mesquinha, nem para ser uma inspiração, mas para aponta algum tipo de caminho a frente.”

Claro que o impacto não para por aí, Timothée ainda foi convidado para participar de ensaios em várias revistas, sempre mostrando a pose de galãzinho jovem e acessível que conhecemos:

A própria GQ Style chegou a fazer a chamada na capa dizendo “Nasce Uma Estrela” (Alô, Lady Gaga!)

A manteiga chega derrete!!!!!

E não foram poucas as participações em talk-shows como os do Jimmy Kimmel e do Jimmy Fallon – nesse último, inclusive, participou mais de uma vez, tanto em razão de Me Chame Pelo Seu Nome (a primeira participação dele em um talk show – super fofo e nervoso) quanto por Beautiful Boy, quando comentou também as montagens que uma conta do instagram fez com ele em pinturas clássicas de Rembrandt, Monet, Caravaggio e outros grandes pintores.

Aqui ele falando para o Jimmy Kimmel sobre conhecer os famosos que ele admira.

E a vida disputada desse príncipe da atuação não deve ficar mais calma no futuro, já que ele é um dos atores da nova geração de Hollywood com maior demanda e irá participar dos próximos filmes de Wes Anderson (diretor de Os Excêntricos Tenembaums e Ilha dos Cachorros), Greta Gerwig (com quem já trabalhou em Lady Bird) e Dennis Villeneuve (diretor de A Chegada e Incêndios).

Ainda dá para esperar muito desse novo talento hollywoodiano que arrasou em 2018 e promete arrasar nos próximos anos também. Estamos de olho!

Comentários

Topo