Menu Papel POP

De Effy até Teresa: a trajetória da brasileiríssima Kaya Scodelario em Hollywood

Ela é britânica, tem mãe brasileira, é mega fofa, simpática e ainda faz o Brasil gritar muito quando vem visitar o país. Nós já podemos considerar Kaya Scodelario uma das rainhas do young adult ~uma espécie de gênero adolescente~ em Hollywood somente em virtude de suas aparições em Maze Runner.

Mas é impossível não pensar sobre quais foram os caminhos trilhados pela atriz até chegar lá. Pensando nisso, a gente resolveu fazer uma retrospectiva minuciosa desse ícone, reunindo alguns dos seus principais trabalhos ~aqueles essenciais para enaltecê-la. E olha só, vai dar para apreciá-la no Telecine Play com o filme mais recente, Maze Runner – Cura Mortal, a partir desse sábado (1)!

Imagem relacionada

Vem com a gente!

2007-2010 – Rainha de Skins

Uma coisa é certa: talento vem de berço e olha… Kaya começou novinha na TV, ainda aos quatorze anos, quando foi convidada para viver a misteriosa Effy, na série britânica Skins.

Na produção, ela viva irmã mais nova de um dos protagonistas da série, Tony, vivido por Nicholas Hoult. Ninguém nunca imaginaria que aquela garota, nas próximas temporadas ~e com uma mudança completa de elenco~ iria liderar a trama e amarrar a história nos episódios futuros.

Dá pra dizer que Effy foi diagnosticada com escoliose por ter carregado Skins nas costas? Dá sim!

Em 2009, ela participou também do filme Moon, uma produção de ficção científica que narra a história de Sam Rockwell, um astronauta que cumpre uma missão longa e arrastada de três anos na lua. Brilhante até como coadjuvante,

2010 – 2012 – Dedo no drama e correria

Pois um ano depois, ela começaria a participar de produções cada vez maiores no cinema. Primeiro veio uma atuação cheia eletrizante em Shank, uma história de gangues ambientada na Londres do futuro. Em seguida, ela foi escalada para dar vida à protetora Peshet no mega sucesso Fúria de Titãs! Fala sério, gente, quem não queria fazer parte desse rolê?

Mas não parou por aí. Período agitado na carreira dela! Em 2011, Kaya mostrou-se uma atriz ainda mais versátil e foi se aventurar em produções de drama ao dar vida à sensível Cathy na adaptação do diretor Andrea Arnold para o clássico O Morro dos Ventos Uivantes, da escritora britânica Emily Brontë.

Sobre a personagem, este gif é autoexplicativo.

Ah, e ela também atuou em True Love, uma mini-série de dois episódios sobre amores modernos, representados por casais que vivem em uma mesma cidade. Também rolaram dois filmes nessa mesma época: o suspense Twenty8k e a tragicomédia Agora e Para Sempre (Now is Good), com a igualmente maravilhosa Dakota Fanning.

2013 – Southcliffe

Além disso tudo, Kaya também fez uma ponte em Southcliffe, uma mini-série de 4 episódios do Channel 4 que é incrível. Quem aí já viu?

No papel, a atriz conduz a história de uma cidadezinha que muda completamente depois que um homem atira em várias pessoas. É tudo contado fora de ordem, sob a perspectiva de um ex-morador da cidade que virou jornalista e voltou pra lá só pra escrever a matéria. Bem vibes de A Sangue Frio, do Truman Capote.

Uma doidera, mas olha… o efeito é viciante e instantâneo. Você não consegue parar!

2014 – Era Maze Runner

Depois de todo esse caminho, Kaya chegaria a um momento só seu: Maze Runner: Correr Ou Morrer. Seria lá que a veríamos pela primeira vez como Teresa. Nessa época, ela falou com o Papelpop sobre seu novo trabalho ~e o melhor de tudo, em português. Fofa demais!

O primeiro filme estreou nos cinemas em 2014 e contava a história de uma sociedade que vive em um período pós-apocalíptico. Como consequência, o jovem Thomas, interpretado pelo lindo Dylan O’Brien é abandonado sem memória em um grupo de humanos. A história não para por aí e, como se não bastasse, eles se vêem obrigados a escapar de um labirinto cheio de armadilhas. É sinistro!

2015 – Tiger House e sequências

No ano seguinte, Kaya também estrelou Tiger House (que aflição esse filme!). Lá, ela viveu a personagem Kelly, uma ginasta que está machucada e grávida. Mas ela é a única que não é presa quando 4 assassinos invadem a casa do namorado. É aí que ela precisa arranjar um jeito de se defender.

Não daremos spoiler, tudo muito tenso!

Corta para o fim de 2015, sequência de Maze Runner: Prova de Fogo (já íntimos, também falamos com ela na época). O que a gente já sabia que era bom, ficou melhor ainda!

Resultado de imagem para maze runner kaya gif

Agora, oficialmente como parte da trupe de Thomas e livre do labirinto, ela e seus colegas teriam que enfrentar uma terra com superfície completamente queimada pelo sol e dominada por criaturas carnívoras, os chamados Cranks, que a todo momento tentavam comê-los vivos. De dar medo!

Já em 2017, foi a vez dela participar de outra franquia de sucesso: Piratas do Caribe! Em A Vingança de Salazar, quinto filme da série da Disney, Kaya dava vida à valente Carina Smyth, uma das aliadas do capitão Jack Sparrow. Iconic, sem mais!

[caption id="attachment_275664" align="alignnone" width="535"] Reprodução Instagram @kayascods[/caption]

2018 – Presente!

Agora, por onde anda Kaya hoje, hein? A gente te conta: além do elenco de Once Upon a Time, a atriz aparece também no terceiro filme de Maze Runner: A Cura Mortal, que narra a saga de Thomas na busca pela cura de uma doença mortal que pode dizimar a população mundial.

Na história, ele, Teresa e os amigos ainda descobrem que os planos da C.R.U.E.L podem trazer consequências tão catastróficas quanto as da doença por si só para a humanidade. Uau.

Imagem relacionada

Aliás, já prepara a pipoca pro final de semana: nesta mesma data, um belo sábado, as produções entram no Telecine Play! Aproveita pra ver e rever quantas vezes quiser. Agora é a vez de Maze Runner!

O que a gente conclui a partir disso tudo? Que com certeza sempre podemos esperar muito dessa linda! A gente te aclama, Kaya!

Comentários

Topo