Menu Papel POP

Rihanna consegue medida legal que proíbe Trump de usar suas músicas em comícios

MAIS SOBRE:

Como a gente contou para vocês aqui, Rihanna ficou incomodada ao saber por um fã no Twitter que o presidente dos Estados Unidos Donald Trump usou uma de suas músicas em um comício político.

Agora, ela pode comemorar em paz!

Nossa rainha de Barbados conseguiu uma medida legal junto ao Broadcast Music Inc. (BMI), uma empresa de direitos autorais existente há mais de 30 anos, que proíbe com que o político use suas músicas.

A informação foi dada pelo jornal Los Angeles Times, ao terem acesso a uma carta do BMI. Tal medida remove o trabalho da cantora de um contrato de licença geral que permitiria que a campanha de Trump tocasse suas músicas em seus comícios.

Veja trecho da carta que o jornal teve acesso:

“Esta carta serve como aviso de que as músicas da artista Rihanna estão excluídas do acordo [entidades políticas], e qualquer performance das obras musicais da cantora pela Campanha Trump, a partir desta data, não é autorizada pelo BMI”

Segundo a reportagem, a equipe de Trump já foi avisada e ainda não se pronunciou oficialmente sobre o caso.

Na ocasião em que RiRi foi avisada por um fã, ela agradeceu o aviso e disse que isso aconteceria por pouco tempo.

“Não por muito tempo… Nem eu nem minha equipe estaríamos ao lado desses comícios trágicos. Então obrigado pelo aviso, Phillip!”

Rihanna está certissíma! Precisa pedir permissão para os artistas para envolvê-los em questões políticas, né?

Comentários

Topo