Menu Papel POP

Pessoa maravilhosa: Ezra Miller posa como coelhinho da Playboy

MAIS SOBRE:

Ezra Miller posou na edição publicada hoje (15) da Playboy americana e nós estamos apaixonados. Ele não cansa de dar close maravilhoso!

Na entrevista, o ator comentou sobre sexo, poliamor, arte e homofobia, além de posar em looks incríveis, olha só:

Sobre relacionamentos, o ator não os rotula:

“Estou tentando encontrar seres Queer que me entendam como um esquisito (queer). Sinto que estou casado com eles há 25 vidas atrás. E então todos eles estão no esquadrão – o clube poliamor”

Ao ser perguntando se já sofreu preconceito por sua sexualidade em alguma audição para um personagem, ele diz:

“Eu fui atacado repetidamente na minha vida – eu fui atacado por fanáticos, cara. Claro que eu tenho estado em situações de audição onde a sexualidade estava totalmente sendo aproveitada. É muito importante reconhecer a diversidade de vozes que experienciaram essa merda e todos os gêneros, todas as capacidades, todos os tipos de pessoas. Todo mundo é vítima disso. Todo mundo é um sobrevivente disso.”

Se sua rotina de filmagens atrapalha sua vida sexual, ele comenta:

“Às vezes não faço sexo há muito tempo, porque a falta de sexo é tão importante para mim quanto o sexo. Há definitivamente muito tempo solitário e sem sexo quando interpreto Credence.”

Ele acredita, também, na relevância de Animais Fantásticos, comparando o vilão Grindelwald com Trump:

Se você é um fã de história, está muito preocupado agora com a política global. Se você gosta de história, fica incomodado porque sabe como isso acontece. E assim, a história que estamos contando neste filme é realmente universal. Você pode dizer que algo [no nosso mundo] está errado.”

Fala sobre a importância da arte em sua vida:

“Se eu não tivesse arte, estaria tão morto – há tanto tempo, eu estaria morto. Eu provavelmente teria me matado.”

Comentários

Topo