Menu Papel POP

Projota conta que fazer o público refletir com suas músicas é seu objetivo de vida

MAIS SOBRE:

Pra fechar a semana com tudo, Projota lançou uma música romântica nesta sexta-feira (26). A Voz e o Violão retrata uma confissão amorosa, com cenas de romance no parque e na praia.

O Papel Pop aproveitou a deixa para conversar um pouquinho com o rapper e cantor brasileiro!

Ele falou sobre música, romance e até sobre a atual situação política do Brasil e sua relação com suas últimas canções.

Vem ver!

PP: A Voz e o Violão é super romântica. Você considera importante entregar um trabalho mais íntimo para quem te ouve?

Projota: Eu acredito que toda música que eu escrevo é íntima porque tem uma parte de mim na composição. “A Voz e o Violão”, no caso, fala sobre amor e é inspirada no meu relacionamento com a minha noiva. Escrevi a letra quando estávamos em um momento em que eu queria que ela voltasse para mim e dei continuidade quando nós reatamos.

 

PP: Como é o processo de composição de suas músicas? Porque você conseguiu ir de duas músicas mais políticas para uma bem mais romântica! São duas vibes bem diferentes, né?

Projota: Engraçado que eu escrevi Mayday e Sr. President na mesma semana que A Voz e o Violão”. Realmente, são canções com pegadas diferentes. Eu acredito que seja interessante diversificar o conteúdo das músicas. Busco falar de tudo. Fazer o público refletir com as minhas músicas é o meu objetivo de vida, meu sonho e minha missão. É um prazer poder entreter as pessoas através da música, mas trazer uma mensagem é ainda mais importante para mim.

 

PP: A sua música anterior, Sr. Presidente, foi lançada há dois meses e ganhou um peso ainda maior com os eventos recentes. Você acha que a letra também ajuda a conscientizar para este domingo?

Projota: Acredito que a grande maioria da população, se encontra exatamente como eu, desamparado. O que falta são pessoas no poder, com vocação para tal, homens e mulheres que realmente queiram fazer a diferença, e tenham a capacidade para isso. E é isso que eu tento mostrar com as minhas músicas. O objetivo é fazer refletir.

PP: Vimos que você estará em no filme Sequestro Relâmpago e na série Carcereiros. São só algumas pontinhas que você achou legal fazer ou curtiu e pensa em atuar mais?

Projota: Eu sempre tive interesse em atuar, mas não me sentia tão preparado. Quando fiz o meu primeiro teste para Carcereiros e passei, fiquei muito animado com o meu papel. É uma experiência bem diferente. Sinto que estou engatinhando e tenho muito o que aprender. 

 

PP: Já está pensando no que vem para 2019 ou ainda podemos esperar trabalhos novos neste ano?

Projota: Ainda não fechamos uma data para o próximo single, mas será lançado em breve. O álbum completo vai ficar pro ano que vem.

 

Que homem! Já estamos ansiosos para o próximo álbum <3

Comentários

Topo