Menu Papel POP

Jameela Jamil, de The Good Place, diz que Kardashians lucram com o patriarcado: “é tóxico e prejudicial”

A nossa querida Tahani Al-Jamil de The Good Place, Jameela Jamil, deu uma entrevista ao Channel 4 e falou sobre as Kardashians e sobre como elas estão perpetuando as normas patriarcais na cultura pop, um império que a atriz chamou de “tóxico e prejudicial”, especialmente porque parece que elas só ligam para o “empoderamento” feminino superficial.

“O agente duplo do patriarcado é basicamente apenas uma mulher que, talvez inconscientemente, ainda está empurrando a narrativa patriarcal para o mundo. Ainda está se beneficiando, lucrando e vendendo uma narrativa patriarcal para outras mulheres”, disse Jamil, explicando que as mulheres não devem tentar ativamente e reforçar ideias prejudiciais relacionadas à forma como as mulheres dizem que devem parecer e agir.

“Mas é um lobo em pele de ovelha: só porque você parece uma mulher, confiamos em você e achamos que você está do nosso lado”, ela continuou, “mas você está nos vendendo algo que realmente não nos faz sentir bem”.

Em vez disso, Jamil insiste que as Kardashians estão “nos vendendo um ideal, uma forma corporal, um problema com nossas rugas, um problema com o envelhecimento, um problema com a gravidade, um problema com qualquer tipo de gordura corporal”.

“Você está nos vendendo de autoconsciência, o mesmo veneno que fez com que você desenvolvesse claramente algum tipo de dismorfia corporal ou dismorfia facial que você está agora voltando para o mundo”, disse ela. “Você está reciclando o ódio.”

Jamil também passou a explicar como ela acredita que a família está lucrando com o patriarcado, dizendo que sua fortuna “é baseada no sangue e nas lágrimas de mulheres jovens que acreditam nelas, que as seguem, que olham para elas como se fossem grandes irmã que eles nunca tiveram.”

Comentários

Topo