Menu Papel POP

Foi Guillermo Del Toro que convenceu Alfonso Cuarón a dirigir Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban!

Mais que amigos, friends! Haha

Alfonso Cuarón está recebendo muitos elogios com seu novo filme, quase autobiográfico e em preto-e-branco, Roma, que acaba de fazer sua estreia norte-americana no Telluride Film Festival. Mas, aparentemente, o diretor precisava de um pouco de convencimento do amigo Guillermo Del Toro em um de seus projetos anteriores. Em 2004, Cuarón por muito pouco não dirigiu Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban!

Em uma entrevista com a Vanity Fair, Cuarón explica que ele assumiu o cargo de Harry Potter depois de algumas palavras muito fortes de seu amigo e colega Guillermo del Toro.

“Conversei com o Guillermo, como sempre faço, e ele diz: ‘O que está acontecendo? Algum projeto está acontecendo? E eu disse:’Eu estou indo para Harry Potter, você acredita?’ E eu até debochei disso. Eu não li os livros nem vi os filmes. E então ele pareceu chateado comigo. Ele me chamou de flaco, isso significa magro [em protuguês]. Ele diz: ‘Magro, você leu os livros?’ Eu disse: ‘Não, eu não li os livros’  Del Toro falou: ‘você é um bastardo arrogante. Você vai agora para a livraria e pegar os livros e você vai lê-los e vai me ligar imediatamente [quando terminá-los]. Quando ele fala assim com você, bem, você tem que ir à livraria. Naquela época, o quarto livro tinha acabado de sair. E eu li os dois primeiros, e eu estava na metade do terceiro [e] foi o que eles me ofereceram [para dirigir]. E eu liguei para [Guillermo] e disse: ‘Bem, o material é realmente ótimo”. Ele responde: agora você entende seu p****'”

“Como cineasta, foi quase como uma lição de humildade, de me perguntar como vou fazer o meu, mas, ao mesmo tempo, respeitando o que foi amado nesses filmes anteriores?”

Bom, ficamos feliz que Cuarón aceitou fazer HP porque ficou incrível <3

Comentários

Topo