Menu Papel POP

Kevin Parker, do Tame Impala: “Colaborar com Kanye West foi uma verdadeira saga”

Há quem diga que ignorar Kanye West seja a melhor das opções, mas como toda regra tem sua exceção, há aqueles que decidem encarar trabalhar e conviver com as excentricidades do cantor (Kim Kardashian, santificada vossa seja).

Uma dessas pessoas que topou entrar em estúdio com o cantor é Kevin Parker, frontman do Tame Impala. Em entrevista, Parker disse que não sabia que estaria no último disco do rapper, “ye“, até o último segundo.

A informação só chegou até ele pois um amigo esteve em uma das festas de audição promovidas por Kanye nos Estados Unidos, parabenizando-o por uma música em que os dois teriam colaborado (?).

A situação aconteceu porquê Parker enviou amostras de mixagens para o rapper, mas não houve um feedback e ele acabou achando que o corte não seria feito. Inicialmente, a colaboração seria na faixa “Ghost Town”, mas acabou aparecendo em “Violent Crimes”.

Para o cantor, o desenrolar da parceria foi desonesto da parte de West:

“Foi uma saga absoluta, um período sinistramente pobre e essa é a questão de ser um colaborador desonesto: você não está no controle, então não sabe realmente se as coisas darão certo.”

Além de Kevin Parker, em “ye” também estão colaborações de Kid Cudi, John Legend e Nicki Minaj.

Quem andou dizendo que gostaria de trabalhar com o Tame Impala recentemente foi a Dua Lipa. Em entrevista antes de se apresentar na final da Liga dos Campeões da UEFA, a cantora disse que esta seria a sua “colaboração dos sonhos”.

Comentários

Topo