Menu Papel POP

Mark Hamill contou como seria o fim de “Star Wars” planejado por George Lucas

MAIS SOBRE:

Em 2012, no mesmo dia em que a Disney anunciou a compra da LucasFilm e, com ela, tudo relacionado a Star Wars, soubemos que novos três filmes seriam produzidos, completando os nove planejados por George Lucas láááá atrás.

A questão é que, com US$ 4.5 Bilhões no bolso, George Lucas não mandava mais em nada e o brinquedo agora seria controlado por outras pessoas, lideradas por Kathlyn Kennedy. Desde então vimos o “Despertar da Força”, conhecemos “Os Últimos Jedi” e, no fim de 2019, assistiremos ao Episódio IX — tudo enquanto os rebeldes roubavam os planos de destruição da primeira Estrela da Morte e a gente conhecia a história de Han Solo ~antes da fama.

Isso não significa, porém, que nunca saberemos o que é que George Lucas pensava pra terminar a história que começou em 1977. Pode ser que demore mas, de pedaço em pedaço, enderemos o que ele pretendia. Numa entrevista ao IGN, por exemplo, Mark Hamill, o Luke Skywalker, contou que sabia que “George mataria Luke no fim do episódio nove, depois que ele treinasse a Leia”.

Como a gente sabe, Luke morreu no Episódio VIII e acabou não treinando a Leia, que demonstrou que a Força era realmente forte nela. No tal do universo expandido, série de livros e contos escritos por fãs da saga, Luke a treinava e ela carregava os ideais Jedi para o futuro — algo que, aparentemente, Rey e aquele garoto da vassoura farão nesse novo cânone.

Você preferia ver essa versão do George Lucas ou essa da Disney é melhor?

Seja como for, teria sido muito legal ter visto a Leia como Jedi real oficial… SDD Carrie Fisher. <3

Comentários

Topo