Menu Papel POP

Alexander Skarsgård acha que já era sua carreira de ator depois de “Big Little Lies”

CUIDADO COM SPOILERS DO ÚLTIMO EPISÓDIO DE BIG LITTLE LIES.

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
Ontem à noite (02), foi ao ar o último episódio da minissérie “Big Little Lies”. Finalmente descobrimos quem morreu e foi o personagem do Alexander Skarsgård, o Perry Wright. Ele era um homem muito babaca, machista e abusador, batia na esposa, Celeste, interpretada pela Nicole Kidman.

Em entrevista à EW, Skarsgård contou que acha que jamais vai conseguir outro emprego em Hollywood depois desse papel.

“Eu tenho o pressentimento de que essa será minha última entrevista porque, depois de Perry Wright, eu jamais terei outro emprego. Mas valeu à pena”

A gente acha que muito pelo contrário, ele fez um personagem tão bom, mas tão bom, que não vão faltar oportunidades.

“Foi uma oportunidade de contar a história de um marido abusivo sem aquele estereótipo do homem vagabundo que bate na mulher. Eu acho fascinante o fato de que ele era um bom pai, amava seus filhos e adorava sua esposa. Aparentemente, eles tinham uma vida perfeita enquanto ele lutava para conter seus demônios, mas não sabia como fazê-lo”

Alexander fez um vilão de botar medo!

Ainda hoje, postamos aqui no PP que o diretor de “Big Little Lies”, Jean-Marc Vallee, não tem o menor interesse em fazer uma segunda temporada.

Comentários

Topo