Menu Papel POP

Edição histórica do “Amor e Sexo” dá aula sobre questões de gênero; veja tudo que rolou

A cada nova quinta-feira, o “Amor e Sexo”, da Globo, surpreende mais. E na noite de ontem (2), não foi diferente. Numa edição histórica, o programa reuniu dezenas de drags e grandes nomes da MPBTrans, como As Bahias e a Cozinha Mineira, Liniker, Glória Groove e Linnn da Quebrada.

Já deu pra entender que teve muita coisa boa, né? Então, vamos lá!

Logo no comecinho, rolou um Telecurso 2000 do gênero, pra deixar todo mundo sabendo as diferenças entre identidade de gênero, orientação sexual e sexo biológico. Já nessa parte, todo mundo já tava batendo palma de pé pro programa!

Aí todo mundo subiu ao palco pra bater muuuuito cabelo contra o preconceito ao som de… TODO DIA! <3

Mais maravilhosa que nunca, Linn da Quebrada foi convidada a cantar “Bixa Preta”, seu novo single. E que show incrível, gente!

Táááá, querida?!

Depois rolou o Bishow, um concurso de drag queens que contou com a participação das Deendjers

deendjers

Globo/Cesar Alves

Leopold Nunan

leonard nunan

Globo/Cesar Alves

…e Ivana Wonder, que com sua fossa e a grande maioria dos votos, foi a grande vencedora do Bishow da noite! <3

ivana wonder

Globo/Cesar Alves

Já quase o final do programa, uma ~drag misteriosa~ apareceu dando o maior close no palco do programa quando, de repente, levou um beijaço da Fernada Lima.

Sabe quem era, mor? O RODRIGO HILBERT! Sendo o homão da p*rra que ele não cansa de ser! E não satisfeito em se montar, o ator e apresentador ainda deu um Telecurso Extra sobre como a masculinidade não precisa ser algo frágil.

Acha que acabou, fofa? Nãããão! Pra encerrar, ainda teve mais um show que deixou todo mundo sem palavras. Liniker apresentou sua versão de “Geni e o Zepelim”, música da “Ópera do Malandro”, de Chico Buarque.

A letra fala sobre a vida de Geni, um personagem travesti marginalizado que acaba salvando a vida da malandragem carioca, e mesmo assim, é apedrejada e cuspida só por ser travesti.

Mas, dessa vez, Geni teve um final um pouco mais digno. NÃO JOGA!

Não foi perfeito? Não foi incrível? Dá um orgulho imenso de ver um programa como esse na TV aberta brasileira, passando mensagens tão importantes.

E tem mais notícia boa: se você perdeu, o programa tá inteirinho lá na GloboPlay! É só dar play e morrer de orgulho!

Comentários

Topo