Menu Papel POP

“Bela e a Fera” terá classificação de 16 anos na Rússia por conta de personagem gay

O Ministério da Cultura da Rússia pretendia banir “A Bela e a Fera” dos cinemas por conta do personagem gay LeFou (Josh Gad). Nesta terça-feira (07), o Ministério confirmou que o filme será exibido, mas recebeu a classificação indicativa no país para maiores de 16 anos, segundo o The Guardian.

O país tem uma lei contra “propaganda homossexual” para crianças e o governo considerou a produção da Disney como tal. No entanto, o filme poderá ser exibido por não infringir completamente a lei.

Na nova versão de “A Bela e a Fera”, LeFou (Josh Gad) e Gastón (Luke Evans) protagonizarão a primeira cena abertamente gay da história da Disney. Essa revelação está dando o que falar e não só na Rússia! Nos Estados Unidos, um cinema se recusou a exibir o filme.

“LeFou é uma pessoa que num dia quer ser o Gaston, e no outro quer beijar o Gaston. Ele está confuso com o que quer. É alguém que está ainda descobrindo o que são esses sentimentos. E Josh faz disso algo muito sutil e gostoso com isso. E isso tem sua consequência no final, que eu não vou contar. Mas é uma cena ótima e exclusivamente gay num filme da Disney”, contou o diretor Bill Condon.

Após tanta repercussão, Condon disse também que a reação da pessoas à cena gay foi “exagerada”.

“Ai, Deus! Posso te falar uma coisa? Tá tudo mundo exagerando em cima disso. Porque é só isso – é uma parte do filme com a qual nos divertimos muito”, disse Condon à People. “Eu amo o jeito como a cena é pura e acaba sendo uma grande surpresa para as pessoas.”

“A Bela e a Fera” será exibido no Brasil a partir do dia 16 de março, tá?! E estamos ansiosos para ver essa cena que está causando tanta polêmica.

Comentários

Topo