Menu Papel POP

Cinco anos após sua morte, mãe de Cory Motheith desabafa: “Ele não estava pronto para Hollywood”

Cada um sabe o momento de se abrir diante da dor do luto e, após cinco anos da morte de Cory Monteith, protagonista de Glee, a mãe do ator, Ann McGregor, resolveu falar publicamente a respeito da perda.

Em entrevista à People, McGregor fez uma retrospectiva dos problemas do filho e contou que ele teria começado a beber e a usar drogas aos 13 anos.

“Ele tentava esconder tudo de mim, porque me amava e queria me proteger.”

Ann relatou que em um período de cerca de dois anos, já na casa dos 15, Cory teria enfrentado tantas tentativas de reabilitação que ela perdeu as contas.

Para ela, o que o fez cair no mundo das drogas foi o fato de não ter maturidade suficiente para lidar com o mundo de Hollywood. Encontrado desacordado em um hotel no Canadá em 2013, Cory Monteith foi um dos protagonistas de Glee, uma das séries de maior sucesso desde sempre.

Questionada se o filho vinha fazendo uso de grandes quantidades de entorpecentes em datas próximas da ocasião, McGregor disse que tinha conhecimento de que o ator havia voltado a se drogar cerca de sete meses antes do ocorrido, mas que acredita que o que pode ter provocado sua morte foi justamente o fato de ter interrompido o tratamento, o que prejudicou sua sobriedade.

“Havia drogas suficientes para matá-lo, mas por algum motivo, isso aconteceu em virtude de sua intolerância (à substância)”.

Comentários

Topo