Menu Papel POP

82 mulheres se reúnem em protesto por igualdade de gênero no Festival de Cannes

Ontem (12), durante o Festival de Cannes, 82 mulheres que trabalham na indústria do cinema se reuniram no tapete vermelho da cerimônia e fizeram um mega protesto pela igualdade de gênero.

Entre as participantes, estavam Jane Fonda, Claudia Cardinale, Salma Hayek, Marion Cotillard, Kirsten Stewart, e Cate Blanchett, que neste ano, é a líder do júri da premiação.

Ao lado da cineasta francesa Agnès Varda, Blanchett leu um manifesto que exigia a “igualdade e diversidade real nos postos de trabalho”.

“Queremos trabalhar mano a mano com nossos colegas masculinos e assumir responsabilidades para criar em frente e atrás da câmera imagens que permitam uma tomada de consciência”, dizia o manifesto.

“As mulheres não são uma minoria no mundo e, no entanto, o estado atual da nossa indústria diz o contrário. Queremos que isso mude.”

O grupo de mulheres também pediu às instituições que sejam mais transparentes nas suas decisões e aos governos que apliquem as leis de igualdade salarial.

“Como mulheres, enfrentamos desafios únicos, mas hoje estamos juntas nestas escadas como símbolo da nossa determinação e compromisso com o progresso”, disse Blanchett. “É o momento para que todos os degraus da nossa indústria nos sejam acessíveis.”

A quantidade de mulheres que participaram do protesto não foi determinada por acaso. Nas 71 edições do festival, apenas 82 filmes dirigidos por mulheres competiram na premiação. Enquanto isso, 1.688 diretores homens já concorreram a Palma de Ouro no mesmo período.

Comentários

Topo