Menu Papel POP

Zara Larsson fala sobre Beyoncé, Lollapalooza e fãs brasileiros com o Papelpop

Falta pouco para o Lollapalooza Brasil 2018 começar e logo no primeiro dia a gente já tem muito artista legal para conferir. Uma dessas artistas é a sueca Zara Larsson, com quem conversamos por telefone sobre essa primeira vinda dela ao país.

Além do festival, ela também cantará no Rio de Janeiro, na terça-feira (20), e fará um show solo em São Paulo, no Audio Club na quinta, 22.

Durante a entrevista falamos sobre a expectativa dela para as performances, se ela quer conferir alguns shows no festival, o que ela sabe dos fãs brasileiros e mais. Ah, e ela vem acompanhada do namorado Brian Whittaker, viu? Esse casal a gente shippa demais! <3

Confira a entrevista abaixo:

Oi, Zara. Como você está?
Olá, eu estou bem! E você?

Também, obrigada por perguntar. Essa vai ser a sua primeira vez no Brasil…
Sim, e mal posso esperar!

Você já sabe de algo daqui que outros artistas possam ter contado a você, ou que você mesma pesquisou?
Não sei muito sobre o Brasil, até porque nunca fui para a América do Sul. Acho que quero que seja assim, porque não sei o que esperar e isso me anima. Mas sei que os fãs daí são muito barulhentos, que vocês têm mulheres lindas, que gostam muito de futebol. Estou muito animada, nem acredito que nunca fui para aí!

Pois é, porque você tem muitos fãs aqui. E quem também tem alguns fãs no Brasil é o seu namorado [Brian Whittaker, modelo britânico na foto acima], sabia?
Não! (risos) Ele vai comigo para os shows!

Eu ia perguntar isso agora!
Sim, ele com certeza vai comigo.

E você planeja ver outros artistas escalados para tocar no Lollapalooza?
Eu não vi o line-up, mas amo festivais e amo ver artistas neles. Mesmo se eu não canto em festivais, gosto de ir como fã e como alguém na platéia. Então se a minha programação estiver OK, vou dar uma olhada no que estará rolando.

No seu dia [sexta-feira, 23] o Lollapalooza também terá Red Hot Chili Peppers, Chance the Rapper, Royal Blood, Mac de Marco e vários outros. São artistas que você curte?
Com certeza! Eu assisti a um show do Chance the Rapper no ano passado e me deu vontade de chorar.

Sério?
Sim, porque foi muito bom, eu amei.

Eu sei que a Beyoncé é uma das inspirações para a sua carreira. Teve alguma música específica que te fez se apaixonar por ela?
Nossa, não consigo escolher. Todo dia eu tenho uma música nova favorita dela. Eu absolutamente amei o novo CD dela [“Lemonade”] e eu gostei muito de “All Night”; é uma das minhas canções prediletas no momento, é linda.

E quais outros artistas te inspiram?
Gosto muito dessas artistas pop jovens, como a Camila Cabello, Dua Lipa, Charli XCX… toda essa vibe, esse grupo de jovens mulheres me inspira bastante. Eu amaria fazer uma música com qualquer uma delas!

Você acha mais fácil se apresentar para um público menor, de fãs seus, ou para essa audiência maior de um festival?
São coisas diferentes; eu adoro cantar em festivais – costuma ter um palco bem maior, uma plateia bem maior também, mas parte dessa audiência não sabe quem você é, não conhece suas músicas. Mas eles não vão embora e você tem a oportunidade de conquistar mais fãs, o que é ótimo. Eu nunca estive em um festival onde a plateia foi ruim comigo. Mas os meus próprios shows são especiais, é uma outra conexão e energia com as pessoas. Você pensa: ‘Eles estão aqui porque querem ver o meu show.'”

E o seu setlist varia muito para um show em festival e um show solo?
Sim, um pouco. Os shows só meus têm uma setlist mais longa do que os shows de festivais.

E você já está planejando quais músicas vai cantar aqui?
Com certeza. Eu estou em Los Angeles agora, mas vou voltar em breve para a Suécia e ensaiar. Está bem legal, mas ainda não posso dar detalhes! Posso dizer que meus dançarinos e minha banda vêm comigo. Espero trazer muita energia ao palco.

Para terminar, você tem algum recado aos fãs brasileiros?
Sim! Quero dizer que mal posso esperar para vê-los, ouvi-los cantando junto, fazer boas memórias com eles, e que eles são incríveis. Vejo os comentários nas minhas redes sociais e eles são hilários!

Nós somos muito intensos por aqui.
Com certeza, eu acho que não há fãs mais intensos do que os brasileiros. Chega a ser muito, mas é isso que você quer! Você quer que as pessoas fiquem animadas com suas músicas e eu sinto isso com os fãs brasileiros. Estou extremamente animada para chegar aí, dar tudo de mim e fazer um ótimo show.

Comentários

Topo