Menu Papel POP

Paolla Oliveira e Globo acionaram a polícia após vazamento de fotos nuas da atriz

Fotos de Paolla Oliveira nua durante gravações de uma série da Rede Globo vazaram na internet nesta semana.

A atriz e a emissora avisaram nesta quinta-feira (1) que já acionaram as autoridades para descobrir quem foi o criminoso que fez e vazou as fotos.

Paolla Oliveira publicou um longo desabafo em seu Instagram perguntando até quando a invasão da privacidade de alguém será tratada como “um ato de esperteza em nossa sociedade?”

“As autoridades já foram acionadas para que esta atitude seja punida exemplarmente, e qualquer pessoa possa trabalhar dignamente, sem correr o risco de ter a sua intimidade exposta, explorada, desrespeitada por invasores, covardes e criminosos”, completou a atriz na rede social.

ATÉ QUANDO? Até quando a invasão da privacidade de um ser humano, o desrespeito a um ambiente de trabalho e a atitude desonesta de trair a confiança de colegas de trabalho serão tratados como um ato de esperteza em nossa sociedade? Esta é a pergunta que me faço e gostaria de compartilhar com todos. Sou atriz e estou trabalhando em uma série que se chama Assédio, uma produção da Globo com a O2Filmes. Em um ambiente controlado, fechado e profissional, um criminoso (não há outra palavra que o defina – pois o que foi feito é crime) resolveu fazer fotos clandestinas de um momento mais sensual da série e divulgar em redes sociais. O que para mim é trabalho se transformou em oportunidade para alguém tentar tirar vantagens. O que esta pessoa ganhou com isso? Dinheiro, fama, cliques, likes, popularidade? Pouco importa. Pois o que ele (ou ela) fez para obter isso é crime previsto na lei. Em um momento em que todos estamos buscando uma sociedade mais correta, não há mais espaço para considerarmos esperteza o que é um desrespeito. As autoridades já foram acionadas para que esta atitude seja punida exemplarmente, e qualquer pessoa possa trabalhar dignamente, sem correr o risco de ter a sua intimidade exposta, explorada, desrespeitada por invasores, covardes e criminosos. #AteQuando

Uma publicação compartilhada por Paolla Oliveira (@paollaoliveirareal) em

A Rede Globo enviou um comunicado ao site da revista Veja repudiando o ato criminoso e que já entrou com medidas legais.

“A Globo repudia com veemência esse tipo de abuso, que atenta contra os direitos da atriz e viola a privacidade de seus ambientes de trabalho. O ato, que configura crime previsto em lei, também foi informado às autoridades policiais”, diz o comunicado. A emissora prometeu aprimorar as medidas de segurança para evitar que isso aconteça novamente.

As fotos foram feitas, de forma não consentida, no set de gravação da minissérie “Assédio”, uma coprodução da emissora carioca com a produtora O2, em São Paulo.

A produção, que ainda não tem data definida de estreia, vai retratar os crimes cometidos pelo médico Roger Abdelmassih.

Comentários

Topo