Menu Papel POP

Vereador e pastor evangélico do Paraná ameaça prender Pabllo Vittar

MAIS SOBRE:

Mais uma situação lamentável. O vereador e pastor evangélico Ezequiel Bueno (PRB-PR), de Ponta Grossa, não gostou nada do fato de Pabllo Vittar estar confirmada para se apresentar em sua cidade em dezembro, no Munchen Fest.

Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, Bueno tomou como base um boato de que Pabllo e o deputado Jean Wyllys fariam uma “turnê” pelas escolas do Brasil para ensinar crianças sobre diversidade sexual, e mostrou todo o seu preconceito ao discursar segunda-feira (16) na Câmara Municipal:

“Se eu não estiver pagando, sem problema nenhum, pode trazer quem quiser. (…) Eu queria lamentar porque vão trazer essa pessoa para Ponta Grossa. Queria lamentar por trazerem essa pessoa em uma cidade família. Uma cidade em que brigamos aqui no plano de educação para tirar a ideologia de gênero das escolas. Numa cidade onde somos conservadores, somos pais, mães e trabalhadores. Quem quiser assistir, se não for com o meu dinheiro, tudo bem. Porque se inventarem de sair pra rua e ir nas escolas, eu vou prender. Vou prender, nem que depois eu seja preso por abuso de autoridade. (…) Não vamos deixar isso acontecer, de maneira nenhuma vamos deixar uma pessoa dessa ir à escola e ensinar sobre diversidade sexual para as crianças. ‘Mas pastor, é só um show’. Eu não sei. Abriu a porta, entrou? Aí é complicado. (…) Pelo amor de Deus, gente, o que é isso na nossa cidade?”

Olha… difícil não se revoltar com as palavras desse vereador, hein?

Comentários

Topo