Menu Papel POP

Quentin Tarantino fala sobre Harvey Weinstein: “Eu sabia que ele tinha feito algumas daquelas coisas”

Vários atores e atrizes tenham se manifestado sobre o caso Harvey Weinstein, mas muitas pessoas estavam esperando mesmo era pela opinião de Quentin Tarantino, que teve vários de seus filmes produzidos e distribuídos pelo produtor, como “Pulp Fiction”, “Kill Bill” e “Bastardos Inglórios”.

A atriz Amber Tamblyn já havia divulgado uma breve nota do diretor sobre os inúmeros assédios sexuais praticados por Weinstein, mas agora Tarantino reconheceu saber de vários casos e disse se arrepender de não ter falado nada antes. Em entrevista ao The New York Times, ele disse:

“Eu sabia o suficiente [sobre os casos] para fazer mais do que fiz. Não eram só rumores, meras fofocas. Eu sabia que ele tinha feito algumas daquelas coisas. Queria ter assumido a responsabilidade pelo o que ouvi. Se eu tivesse feito o que deveria ter feito antes, eu não deveria ter trabalhado com ele.”

Tarantino contou ao jornal que sabia do comportamento de Weinstein muito antes das matérias do New York Times e da New Yorker terem sido publicadas. Quando namorava Mira Sorvino em 1995, por exemplo, ela já havia dito a ele sobre o assédio que sofreu do produtor – Weinstein a massageou sem consentimento, a perseguiu dentro de um quarto de hotel e até apareceu em seu apartamento no meio da noite. “Eu fiquei chocado, não acreditei que ele pudesse ter feito aquilo tão abertamente“. Como ele estava namorando Mira na época, pensou: “Estou com ela, ele sabe disso e não vai mais mexer com ela. Ele sabe que ela é minha namorada“.

Mesmo tendo conhecimento de vários casos, Tarantino continuou trabalhando com Weinstein.

“Eu marginalizei os incidentes. Tudo o que eu disser agora vai soar como uma desculpa ruim. Eu considerei que fosse algo como os anos 50 e 60, aquela imagem de um chefe indo atrás da secretária. Como se isso fosse OK.”

Ele continuou, afirmando que Hollywood vem tratando as mulheres num esquema quase segregacionista, e que os homens toleram isso.

“Estou pedindo para os homens que sabiam [de Weinstein] não ficarem com medo. Não deem só declarações. Reconheçam que havia algo podre nisso. Jurem melhorarem pelas nossas irmãs. O que era anteriormente aceito agora é insustentável para qualquer um com uma certa consciência.”

Quando perguntado sobre como Harvey Weinstein pode afetar agora a visão das pessoas sobre seus filmes e até ele mesmo, Tarantino respondeu:

“Não sei. Espero que não afete.”

Comentários

Topo