Menu Papel POP

Anitta e mais famosos lamentam decisão da Justiça sobre homossexualidade ser tratada como “doença”

Ontem aconteceu algo bem triste aqui no nosso país: a Justiça Federal do Distrito Federal concedeu uma liminar que permite que psicólogos possam tratar gays e lésbicas como “doentes” e oferecer terapias de “reversão sexual”, sem que sejam censurados pelo Conselho Federal de Psicologia.

O tratamento é proibido desde 1999 pelo CFP e o órgão já disse que vai recorrer.

Alguns artistas brasileiros, homossexuais, que têm uma forte base de fãs LGBT e simpatizantes, se manifestaram sobre o assunto. Foi o caso de Anitta, que postou um vídeo lamentando a decisão da Justiça.

That's what happens in my country. People dying, hungry, the government killing the country with corruption, no education, no hospitals, no opportunities… and the authorities are wasting their time to announce that homosexuality is a sickness. Homosexuals and bisexuals now have a treatment for this "sickness" here. So I ask… who is the real sick person here? I'm praying God that these real sick people find the cure of these crazy minds and start to look at the real important things here. / O Brasil se devastando e as autoridades preocupadas com quem queremos nos relacionar. Isso precisa acabar. Deus, cure a doença da cabeça do ser humano que não enxerga os verdadeiros problemas de uma nação. Pais, não obriguem seus filhos a procurarem cura pra uma doença que não existe, baseados neste fato político. Essa busca interminável sim pode deixa-los realmente doentes.

A post shared by anitta 🎤 (@anitta) on

Paulo Gustavo, Fernanda Gentil e Preta Gil ironizaram a situação:

Tentando me curar dessa doença, mas tá difícil….. Ô @paulogustavo31 , obteve sucesso aí??????? #algumadica?

A post shared by Fernanda Gentil – Oficial (@gentilfernanda) on

Valesca Popozuda também debochou:

Assim como Dani Calabresa:

Ivete Sangalo, que levou uma bandeira pró-LGBT no Rock in Rio, disse: “Doentes são aqueles que acreditam nesse grande absurdo“.

Pabllo Vittar, também presente no festival, foi super direta:

// NÃO SOMOS DOENTES 🌈

A post shared by Pabllo Vittar 🏹💘✨ (@pabllovittar) on

Taís Araújo falou: “O que a gente precisa é de amor, de aceitação, de afeto!”

Daniela Mercury postou uma foto ao lado de sua esposa, Malu Verçosa:

Gretchen defendeu o filho:

EU NÃO TENHO UM FILHO DOENTE. MEU FILHO É PERFEITO SAUDÁVEL E CHEIO DE ❤️.

A post shared by Gretchenoficial (@mariagretchen) on

Claudia Leitte também foi às redes falar sobre a decisão:

Eu passei o dia trabalhando e acabei de abrir os portais de notícias. São tantas as nossas lutas diárias! Só Deus sabe! O pior é que a gente ainda encontra tempo pra dificultar um pouco mais essa vida! Quando vamos compreender que o mundo é feito de diversas cores? E vamos aceitar que há diversidade na natureza por uma razão maior do que nossos olhos podem ver? QUANDO a gente vai perceber que é por conta das nossas diferenças que somos tão bonitos?! Todos precisamos de respeito! Todos temos os mesmos direitos! Retrocessos como acreditar que a condição sexual pode ser mudada torna nossa caminhada tão escura e sombria… Doença mesmo é o desafeto, a ausência de compaixão e, caso não fique claro, vale ressaltar, homofobia é crime e leva ao crime! Mais AMOR! 🌈

A post shared by Claudia Leitte (@claudialeitte) on

Sandy publicou um vídeo pedindo por mais amor:

Mais amor, Brasil 🌈🙏🏼

A post shared by Sandy (@sandyoficial) on

Marília Mendonça foi outra que protestou contra a decisão nas redes:

Deborah Secco compartilhou a hashtag #HomofobiaÉDoença:

No Twitter, as atrizes Patricia Pillar, Camila Pitanga e Leandra Leal se manifestaram.

Comentários

Topo