Menu Papel POP

Taylor Swift vence processo contra radialista e declara: “Espero ajudar todas as vozes que também precisam ser ouvidas”

MAIS SOBRE:

Chegou ao fim nesta segunda-feira, 14 de agosto, a batalha judicial entre Taylor Swift e o DJ e radialista David Mueller.

Após quatro horas de discussões, o júri de um tribunal federal em Denver, nos Estados Unidos, decidiu que David Mueller é culpado pela acusação de assédio sexual feita por Taylor Swift.

O caso começou em 2013, quando o DJ encontrou Taylor durante sua turnê de “Red”, a cumprimentou, e, durante a foto, agarrou seu traseiro. Após as alegações da artista, o DJ foi demitido de seu trabalho.

Com a vitória, a cantora irá receber o valor simbólico US$1,00, o qual ela mesmo havia determinado.

Após o veredito, Taylor fez uma declaração para a revista People, na qual agradece ao tribunal e fala que irá fazer doações para instituições que ajudam mulheres vítimas de assédio. Veja a declaração:

“Eu quero agradecer ao juiz William J. Martinez e ao júri por sua cuidadosa consideração, aos meus advogados Doug Baldridge, Danielle Foley, Jay Schaudies e Katie Wright por batalharem por mim e por qualquer pessoa que se sinta silenciada por agressão sexual e, principalmente, quem me ofereceu apoio por estes quatro anos de processo e dois de julgamento. Reconheço o privilégio que tenho na vida, na sociedade e na minha capacidade de arcar com o enorme custo de me defender em um julgamento como este. Espero ajudar todas as vozes que também precisam ser ouvidas. Portanto, vou fazer doações em um futuro próximo a várias organizações que ajudam as vítimas de agressão sexual a se defenderem.”

Comentários

Topo