Menu Papel POP
Série de ficção narra os bastidores da implementação da primeira emissora nacional (Foto: Divulgação)

Globo celebra os 70 anos da TV exibindo “Nada Será Como Antes” em formato de filme

MAIS SOBRE:

Dá para acreditar que um dos meios de comunicação mais populares do mundo chegou ao país há apenas 70 anos? Pois é! Nesta sexta feira (18) a chegada da televisão ao Brasil está fazendo aniversário e essas sete décadas foram mais do que suficientes para marcar de vez a cultura nacional.

Como forma de celebrar essa data tão significativa, a Rede Globo vai exibir “Nada Será Como Antes”, que conta, por meio de uma ficção, os bastidores da implementação da primeira emissora de televisão no Brasil. Originalmente, apresentada como série em 12 capítulos, a obra vai ao ar neste sábado, 19, em formato de filme, no “Supercine”.

Escrita por Guel Arraes, Jorge Furtado e João Falcão, a produção, de 2016, é ambientada entre meados da década de 1940 até o final dos anos 1950 e acompanha o drama romântico do empreendedor Saulo (Murilo Benício) e da locutora de rádio Verônica (Débora Falabella).

Saulo é o responsável por criar a TV Guanabara e trazer a televisão para o Brasil em 1950. Ele é casado com Verônica e a transforma em uma estrela da TV. Além desses dois personagens o, agora, filme conta com um elenco para lá de conhecido do público, como Daniel de Oliveira, Bruna Marquezine, Leticia Colin, Bruno Garcia e Jesuíta Barbosa.

“A série conta muito bem a história da TV a partir de perspectivas bem variantes, distintas entre si. Conta sobre ascensão e decadência de um modo muito particular. A própria TV parece contar a história, enquanto máquina do tempo e do destino das personagens”, destaca Jesuíta, que na trama interpreta o músico Davi.

“Nada Será Como Antes”, será exibido neste sábado, 19, na programação do “Supercine”, na Rede Globo.

Comentários

Topo