Menu Papel POP

“Pós-F”: peça inspirada em livro de Fernanda Young estreia em espetáculo online

MAIS SOBRE:

Indicado a Livro do Ano e vencedor do Prêmio Jabuti na categoria Crônica, “Pós-F“, de Fernanda Young, agora vira peça teatral.

O projeto chega ao palco do Teatro Porto Seguro no próximo dia 12 de setembro em um formato repaginado, sem público presencial e com transmissão online, ao vivo.

Com direção de Mika Lins e atuação de Maria Ribeiro, a peça apresenta uma seleção de relatos autobiográficos da autora, promovendo junto ao público uma reflexão sobre o que significa ser homem e mulher na sociedade vigente.

“O cenário lembra aqueles shows acústicos da MTV”, disse Mika ao caderno Ilustrada, do jornal Folha de S. Paulo. O palco também deve ser ornado com lonas e móbiles translúcidos com desenhos da própria Young e da filha, a cartunista Estela May. O figurino, por sua vez, trará um híbrido de referências que envolvem nomes como Madonna e Frida Khalo.

Ribeiro e diretora chamaram a atenção para as grandes virtudes de Young, entre elas o reconhecimento de posturas equivocadas. “O livro tem O livro tem várias coisas que a gente questionava. A beleza da Fernanda era a contradição, era o erro, o incerto. Quero deixar viva a obra dela”.

Na próxima terça-feira (25), data em que a morte da escrita completa 1 ano, as responsáveis pelo projeto conversam, às 19h, com a também atriz e apresentadora Mônica Iozzi. Juntas elas realizam uma live, no Instagram.

Ingressos podem ser adquiridos no link.

Fernanda Young

Falecida em agosto de 2019 vítima de uma crise de asma, Fernanda Young deixou uma extensa obra literária que envolve trabalhos elogiados como “A Mão Esquerda de Vênus”, “Vergonha dos Pés” e “Posso Pedir Perdão, Só Não Posso Deixar de Pecar”.

Bem-sucedida ainda na TV, ela se destacou na posição de criadora assinando projetos como “Os Normais” e a mais recente série “Shippados”, estrelada por Tatá Werneck e Eduardo Sterblitch. No ano passado, às vésperas de sua morte, a autora se preparava para entrar em cartaz com a peça “Ainda Nada de Novo”.

Na ocasião, ela interpretaria uma personagem lésbica, par romântico da atriz Fernanda Nobre.

Comentários

Topo