Menu Papel POP

Após “High Fidelity” ser cancelada, Zoë Kravitz critica falta de diversidade nas séries do Hulu

MAIS SOBRE:

Na semana passada ficamos sabendo que “High Fidelity” foi cancelada pelo Hulu após uma temporada. A protagonista, Zoë Kravitz, se despediu da série em um post no Instagram e criticou o serviço de streaming por não ter mais projetos com diversidade étnica.

Várias atrizes, incluindo Reese Witherspoon e Halle Berry, comentaram a postagem, oferecendo empatia pelo cancelamento. “Sentirei muita falta de vocês todos”, comentou Tessa Thompson. Kravitz respondeu a colega, alfinetando a empresa: “Tudo bem. Pelo menos Hulu tem uma tonelada de outros programas estrelados por mulheres negras que podemos assistir. Ah, espere.”

O programa era uma reimaginação ou “remake” do filme dos anos 2000, “Alta Fidelidade”, protagonizado por John Cusack. Ambos os projetos foram inspirados no livro homônimo de Nick Hornby.

Na série, Kravitz viveu Rob, uma proprietária de uma loja de discos e obcecada pela cultura pop. A temporada recebeu críticas positivas e contou com Jake Lacy, Da’Vine Joy Randolph e David H. Holmes no elenco.

O programa, criada por Veronica West e Sarah Kucserka, originalmente iria para o Disney+, até que mudou para o Hulu em abril de 2019 devido aos temas adultos que são exibidos nas cenas.

Uma curiosidade é que a mãe de Zoë, Lisa Bonet, esteve no filme de John Cusack, interpretando Marie DeSalle, a ex-namorada.

Comentários

Topo