Menu Papel POP

Tatá Werneck vai ceder espaço das próprias redes sociais para Linn da Quebrada: “Preciso aprender”

Seguindo o exemplo de personalidades como Lady Gaga, Paulo Gustavo e Shawn Mendes, a apresentadora Tatá Werneck anunciou na tarde desta sexta-feira (5) que cederá o controle das próprias redes sociais para Linn da Quebrada.

Além de atriz e cantora, Linn é uma das principais vozes do ativismo preto e transexual no Brasil. Em nota publicada no Instagram, Tatá, que possui mais de 41 milhões de seguidores, disse que tem seguido muitas pessoas novas e visto que precisa “aprender, muito principalmente em relação a pôr em prática atitudes antirracistas”.

Em março deste ano, Linn da Quebrada fez críticas a Tatá Werneck ao acusá-la de sustentar um discurso transfóbico durante as entrevistas do programa Lady Night, atração das noites de quinta-feira na TV Globo. Em uma thread, a cantora e ativista disse que existia um comportamento “enraizado” e que até então “nunca houve nenhuma travesti ou pessoa trans no elenco, a não ser pelos comentários equivocados e preconceituosos das convidadas”.

Ao longo da última semana, várias celebridades tem cedido espaço em seus perfis para que ativistas possam educar e informar o público a respeito de pautas como o racismo e a transfobia. O humorista Paulo Gustavo, por exemplo, convidou a escritora Djamila Ribeiro para usar a conta que tem no Instagram.

Lady Gaga, por sua vez, disse que dará voz a entidades as quais fez doações recentes na luta antirracista.

Comentários

Topo